DSpace
 

Repositório da UTAD >
Depósitos Anteriores a 2015 >
OLD - ECAV - Escola de Ciências Agrárias e Veterinárias >
OLD - DZOO - Departamento de Zootecnia >
OLD - DZOO - Artigo em Revista Científica Nacional >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/1591

Title: Efeitos da castração e do encurtamento do escroto sobre a qualidade e a composição da carcaça de borregos da raça Churra Galega Bragançana
Authors: Teixeira, Alfredo
Valentim, Ramiro
Azevedo, Jorge Manuel Teixeira de
Issue Date: 1994
Publisher: APEZ
Abstract: Um lote de 30 borregos da raça Churra Galega Bragançana foi dividido, aleatoriamente, em três grupos de 10 animais. Um destes grupos constituiu o grupo testemunha (animais inteiros). Num outro foi praticada a castração a todos os borregos, à idade de 10 dias. Aos restantes 10 borregos, também 10 dias após o nascimento, procedeu-se ao encurtamento do escroto. Todos os animais estiveram sujeitos ao mesmo tipo de maneio e condições experimentais, tendo sido registado o seu ganho médio diário de peso até ao momento do abate (30 kg de peso vivo). Ainda que não se tenham verificado diferenças significativas (P>0,05) entre os grupos, os borregos inteiros e os de escroto curto manifestaram uma ligeira tendência para crescerem mais depressa do que os borregos castrados. Não se verificaram diferenças nos depósitos adiposos do corpo e na composição da carcaça, entre os três grupos utilizados. As carcaças dos borregos inteiros são mais largas do que as carcaças dos borregos castrados, uma vez que apresentam valores significativamente (P≤0,05) superiores para a medida Wr. As maiores diferenças encontradas, nas medidas tomadas nas carcaças, dizem respeito às medidas de espessura da gordura subcutânea, mostrando as carcaças procedentes dos borregos inteiros ter significativamente (P≤0,05) menos espessura de gordura subcutânea do que as carcaças dos borregos castrados. No que se refere à dimensão dos ossos, os borregos inteiros e os de escroto curto possuem um esqueleto mais fino do que os castrados. Os resultados são globalmente indicadores da necessidade de executar o mesmo tipo de trabalho, em borregos com pesos vivos superiores a 30 kg.
URI: http://hdl.handle.net/10348/1591
Appears in Collections:OLD - DZOO - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Castração vs carcaças (1994).pdf273.11 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in Repository are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace DeGois RCAAP Comodo Valid XHTML 1.0! DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback