DSpace
 

Repositório da UTAD >
Depósitos Anteriores a 2015 >
OLD - Teses e Dissertações >
OLD - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/3369

Title: Adoção de redes sociais online: um estudo sobre os fatores que afetam a sua adoção ao nível das empresas
Authors: Martins, José Luís Bandeira
Advisor: Gonçalves, Ramiro
Pérez Cota, Manuel
Oliveira, Tiago
Issue Date: 2014
Description: Tese de Doutoramento em Informática
Abstract: Com o advento da Web 2.0 o paradigma inerente às aplicações Web foi alterado, surgindo como resultado um conjunto de novas aplicações de cariz colaborativo e com capacidades para compreenderem e incorporarem a nova forma de estar dos seus utilizadores. De todas estas, as que mais se destacam, principalmente pelo número de utilizadores registados, são as redes sociais online (RSO). Estas tecnologias têm vindo a ser foco central de atenções, principalmente por parte das empresas, para quem o potencial que estas tecnologias podem oferecer, é considerável. Ainda assim, e após uma revisão sistemática da literatura, não foi identificado um modelo que caracterize o processo de adoção das RSO ao nível das empresas (Martins, Gonçalves, Oliveira, Pereira, & Cota, 2014). Como forma de atingir o modelo referido, foi desenhada uma metodologia de investigação mista, composta por uma abordagem qualitativa (estudo Delphi) e uma abordagem quantitativa (questionário online). Conceptualmente as RSO são extensões tecnológicas, baseadas em todas as características das redes sociais reais, sendo que devido à sua essência de globalidade, todas estas características são majoradas (Murray & Waller, 2007; Sharp, 2009). Ainda que seja mais do que clara a utilização das RSO para fins pessoais, a sua utilização ao nível das empresas tem também sido alvo de bastante foco, estando ainda assim apenas no seu início (Kiron, Palmer, Philips, & Kruschwitz, 2012). Com base nestas premissas, foi executada uma caracterização do estado da arte relativa aos modelos de adoção de tecnologias e de adoção das RSO, tanto ao nível individual como ao nível das empresas. Após a realização da revisão sistemática da literatura, e com uma lista de constructos passíveis de serem considerados influentes no processo de adoção das RSO, a equipa de investigação planeou e executou um estudo Delphi (Landeta, 2006; Rowe & Wright, 2011), onde através da recolha de feedback de 24 peritos ao longo de 2 rondas, foi possível identificar os 10 constructos, que na sua opinião, seriam os mais importantes para o processo de adoção das RSO ao nível das empresas. Posteriormente, e no âmbito da abordagem quantitativa apresentada anteriormente, foram desenhados 2 modelos caracterizadores do processo de adoção das RSO ao nível das empresas: um modelo focado na adoção genérica das RSO e outro focado nos estádios de adoção das RSO. Para que a etapa de validação dos anteriormente mencionados modelos pudesse ser feita, a equipa de investigação criou um questionário online que divulgou junto de 2000 empresas, obtendo uma taxa de resposta na ordem dos 17%. Em termos genéricos é possível referir que o modelo caracterizador da adoção genérica da RSO representa estatisticamente cerca de 65% do processo de adoção, ao passo que o modelo de estádios de adoção da RSO representa de forma estatística cerca de 71% da iniciação à utilização das RSO, cerca de 62% da adoção das RSO e cerca de 40% da rotinização. Ainda assim, em ambos os modelos se aplicam os critérios de validação e significância estatística. A utilização de uma metodologia mista (qualitativa e quantitativa) para o presente estudo revelou-se adequada, pois tornou possível uma conjugação de conceitos e um atingir de modelos caracterizadores da adoção das RSO a partir de vários inputs. No que diz respeito à utilização do conceito de estádios de adoção (Zhu, Kraemer, & Xu, 2006), esta decisão foi tomado pois, tal como se conseguiu provar, os modelos de adoção que os incorporam são, de forma geral, mais interessantes do ponto de vista conceptual e porque permitem analisar de forma mais detalhada todo o processo da adoção das RSO.
With Web 2.0 arise, the paradigm associated with Web applications was changed and a new set of collaborative and user-aware applications emerged. From these, the ones that highlight are social networks sites (SNS). These technologies have been the centre of attention for some long now, especially by organizations to whom, the potential that these technologies have to offer, is considerable. Still, after a systematic literature review, we were not able to identify a model that fully characterizes de adoption of SNS at firm level (Martins et al., 2014). As a way to reach the referred model, the research team decided to embrace a mixed research methodology, composed by both a qualitative approach (Delphi study) and a quantitate approach (online questionnaire). SNS are technological extensions based on all the characteristics presented by real social networks that, due to its global reach, have all its characteristics maximized (Murray & Waller, 2007; Sharp, 2009). Despite the massive use of SNS at individual level, its use at firm level is also a current activity, thus being in an early stage of evolution (Kiron et al., 2012). Drawing on these premises, the research team executed a systematic literature review on both the topics of technology and SNS adoption (at individual and at firm level). Upon finishing the referred literature review, and with a list of constructs the could be considered influential in the SNS adoption process, the research team planned and performed a Delphi study (Landeta, 2006; Rowe & Wright, 2011), where by collecting feedback from 24 experts over 2 rounds, it was possible to identify their opinion on the 10 most important constructs for the SNS adoption process at firm level. Subsequently, and focusing on the quantitative approach previously referred, 2 SNS adoption models at firm level have been drawn: a model for the generic adoption of SNS and another one for the SNS adoption stages. In order for the validation step of the aforementioned models could be done, the research team created an online questionnaire sent to 2000 organizations, obtaining a response rate of about 17%. Generically speaking, one can perceive that the generic SNS adoption model represents in a statistically significant manner about 65% of the adoption process. On the other hand, when analysing the SNS adoption stages model, it is possible to notice that it can characterized about 71% of the initiation stage, about 62% of the adoption stage and a mere 40% of the routinization stage. Still, the statistical validation and significance criteria can be applied to both of the presented adoption models. The use of a mixed research methodology for the present study has proven to be a valid choice, mainly because it allows for a combination of concepts and create models aimed on characterizing SNS adoption drawn on various inputs. In what concerns the use of adoption stages, this decision has been taken because the adoption models the use it are, in a general manner, more interesting from a conceptual point of view and allow for a more detailed analysis on the entire SNS adoption process.
Keywords: Redes sociais online
Sistemas de informação
Empresas
Questionários
Modelos de adoção de tecnologia
Web 2.0
Estudo Delphi
URI: http://hdl.handle.net/10348/3369
Appears in Collections:OLD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
phd_jlbmartins.pdf4.63 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in Repository are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace DeGois RCAAP Comodo Valid XHTML 1.0! DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback