DSpace
 

Repositório da UTAD >
TD - Teses e Dissertações >
TD - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10348/8129

Title: Educação e história: as representações do século XIX em Francisca Senhorinha
Authors: Almeida, Antonia Rosa de
Advisor: Rodrigues, João Bartolomeu
Cabral, Luciana
Issue Date: 10-Nov-2017
Description: Tese de Doutoramento em Ciências da Educação
Abstract: A representação da mulher no cenário social se caracteriza pelas lutas para garantir o seu espaço e o direito de viver em sociedade e comungar com a nação a produtividade de seu trabalho para corresponder na esfera do crescimento cultural, económico, político e social do meio em que vive. Por isso, esta pesquisa tem como objetivo buscar no século XIX o contexto social em que viveram as mulheres da cidade de Campanha, em Minas Gerais, no Brasil para que através de sua participação potencialize as esferas da educação na história. O aspeto geral da educação busca encontrar os agentes que determinam conduzir os acréscimos importantes e positivos nas relações de cultura do indivíduo, funcionando como eixo fundamental, auxiliando na realização das ideias e dos questionamentos que atingem todo o processo do conhecimento, do progresso, do trabalho e da liberdade. As mudanças sociais através da educação conduziram a mulher na interação entre a qualificação profissional e a necessidade de se realizar em um contexto democrático. Logo, as transições educacionais são interrogadas e debatidas como também faz uma abordagem nos conceitos atuais, retratando o progresso social de uma educação solidária, visando o trabalho, a liberdade de expressão e sobretudo o progresso do país, que no reconhecimento das diferenças se abrigam nas dimensões da justiça. Esta pesquisa visualiza a problemática social, integrando o conceito de educação e cidadania, no propósito de se colocar no lugar do outro e no processo de reconstrução da história, para combater a desigualdade com responsabilidade. A grande complexidade que conduz os fatores sociais permite-nos uma reflexão nos pontos teóricos da evolução do conhecimento para divulgação dos aspetos que comprovem hipóteses e atendam a produção cultural, dando ênfase à questão do sujeito da liberdade, do trabalho e do progresso. Francisca Senhorinha, uma professora da cidade de Campanha, que lutou pela educação e pelas causas sociais a favor dos direitos do cidadão, expressa sua carga de sensação diante da existência das coisas do mundo e se coloca no desenrolar das lutas sociais a favor da emancipação das mulheres e a sua inserção na sociedade. Francisca Senhorinha recria uma nova linguagem nos caminhos da educação e se posiciona num questionamento dos direitos das mulheres, em que sua voz é inteiramente significativa para a eficácia das lutas sociais a favor das mulheres e dos menos favorecidos. O século XIX, no período de 1873 a 1889, responde aos estímulos exteriores que constituem essencialmente uma visão mais destacada da realidade cujas lutas sociais se manifestaram com rigor, caracteriza-se numa harmonia entre a liberdade e o progresso da nação. Diante do questionamento radical da realidade, da sua natureza de construção para a emancipação das mulheres e a sua inserção na sociedade, o século XIX, se manifesta de diversas facetas de acordo com o posicionamento das pessoas para agregar valores na realização pessoal e profissional. As tendências do século XIX, cuja tônica se materializa nas causas da educação, tendo como fim significativo a liberdade, o trabalho e o progresso, aglutinam-se nas tradições, no relacionamento perfeito com a realidade e na aproximação de cada um mediante à consciência humana para a comunhão do direito de todos. Neste sentido, esta pesquisa aborda os caminhos da educação em Minas Gerais, na cidade de Campanha, que intensifica a luta das mulheres pelos seus direitos.
The representation of women in the social scene is characterized by the struggles to guarantee their space and the right to live in society and to commune with the nation the productivity of their work to correspond in the sphere of cultural, economic, political and social growth of the environment in which lives. Therefore, this research aims to seek in the nineteenth century the social context in which women lived in the city of Campanha, in Minas Gerais, Brazil so that through their participation potentiate the spheres of education in history. The general aspect of education seeks to find agents that determine conduct important and positive increases in the individual culture of relationships, working as a fundamental axis, assisting in the reaization of ideas and questions that affect the whole process of knowledge, progress, work and freedom. Social change through education led to the woman in the interaction between professional qualification and the need to achieve in a democratic context. Therefore, educational transitions are examined and discussed as also approach the current concepts, depicting the social progress of a joint education aiming to work, freedom of expression and especially the country’s progress, in the recognition of differences these are found in dimensions of justice. This research views the social problems, integrating the concept of education and citizenship, in order to put yourself in the other and in the process of reconstruction of history, to combat inequality with responsibility. The great complexity leading social factors allows in a reflection on the theoretical points of the evolution of knowledge for disclosure of the factors proving hypotheses and meet cultural production, focusing on the question of the subject, freedom, work and progress. Francisca Senhorinha, a teacher from the city of Campaign, who fought for education and for social causes in favor of the rights of the citizen, expresses her burden of feeling before the existence of the things of the world and stands in the unfolding of social struggles in favor of the emancipation of women and their insertion in society. Francisca Senhorinha recreates a new language in the ways of education and positions herself in a questioning of women's rights, in which her voice is entirely significant for the effectiveness of social struggles in favor of women and the disadvantaged. The nineteenth century, in the period from 1873 to 1889, responds to external stimuli that are essentially a more prominent view of reality whose social struggles have been rigorously manifested, characterized in a harmony between freedom and progress of the nation. Before the radical questioning of reality, the nature of construction for the empowerment of women and their integration in society, XIX century manifests itself in many facets according to the positioning of people to add value on personal and professional fulfillment. Trends XIX century, whose tonic materializes the causes of education, with the significant order freedom, work and progress, coalesces on traditions, in perfect relationship with reality and approach each by the human conscience for the communion of the universal right. In this sense, this research approaches the paths of education in Minas Gerais, in the city of Campaign, which intensifies women's struggle for their rights.
Keywords: Educação
Direito
Sociedade
Liberdade
Trabalho
Progresso
Lutas sociais
URI: http://hdl.handle.net/10348/8129
Appears in Collections:TD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
phd_aralmeida.pdf8.35 MBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in Repository are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace DeGois RCAAP Comodo Valid XHTML 1.0! DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback