Efeito do caulino e da orientação das linhas de plantação no comportamento fisiológico da videira

Data
2015-10-20
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Em Portugal a fileira vitivinícola tem uma elevada importância económica, social e cultural, sendo a Região Demarcada do Douro (RDD) uma das regiões vitícolas mais importantes do mundo. Esta região, para além de ser caracterizada pela severidade do período estival, é também particularmente vulnerável aos impactos das alterações climáticas. A grande variabilidade nos padrões de precipitação aliada à evapotranspiração e aos eventos climáticos extremos previstos podem conduzir a alterações na fenologia da videira e na produção e qualidade das colheitas. Assim sendo, é cada vez mais importante a adoção de práticas culturais que permitam ao viticultor adaptar as culturas aos stresses hídrico, térmico e luminoso e /ou mitigar os seus efeitos. Na RDD algumas técnicas culturais, como a rega, para além de se encontrarem impedidas ou restringidas legalmente não são técnica ou economicamente viáveis, sendo necessário encontrar outras medidas. No presente estudo pretendeu avaliar-se o efeito da aplicação de caulino como agente foto e termoprotetor das folhas e o tipo de orientação (N-S ou E-W) que mais favorece a atividade fisiológica e produtiva da videira, assim como, a ação combinada destas duas variáveis. Tendo em conta estas variáveis, realizaram-se estudos ao nível do potencial hídrico foliar, da temperatura foliar, das trocas gasosas foliares, da fluorescência da clorofila a, estudos bioquímicos, como a determinação da concentração de pigmentos fotossintéticos, metabolitos (compostos fenólicos totais, açúcares solúveis, amido e proteínas solúveis totais) e indicadores de stresse oxidativo (peroxidação lipídica) e ao nível da produção e vigor. A orientação N-S, no geral, parece ser mais vantajosa, contribuindo para um melhor estado hídrico e para menores danos oxidativos, mas também para maior vigor e produção. O caulino a 5% contribuiu para a redução da temperatura foliar das videiras, para um melhor desempenho fotossintético e para uma maior produção. Verificou-se também uma tendência para que a escolha da orientação N-S associada à aplicação de caulino permita uma maior redução da temperatura foliar. Concluiu-se com este estudo que a implementação destas práticas culturais, principalmente a aplicação de caulino, pode ajudar as videiras a competir com as condições adversas do período estival e derivadas das progressivas alterações climáticas esperadas.
In Portugal the wine industry has a high economic, social and cultural importance, being the Douro Demarcated Region (RDD) one of the most important wine regions of the world. Besides being characterized by the severity of the summer period, this region is also particularly vulnerable to climate change impacts. The great variability of precipitation patterns combined with evapotranspiration and extreme climatic events predicted, may lead to changes in the grapevine phenology and yield and quality of harvests. Therefore, it is becoming increasingly important to adopt cultural practices that allow the wine producer´s to adapt crops to drought, heat and light stresses and/or mitigate their effects. In RDD, apart from are legally prevented or restrained, some cultural practices, such as irrigation, are not technically or economically viable, being necessary to find other methods. In the present study sought to assess the effect of kaolin application as a leaf photo and thermoprotector agent and the orientation (N-S or E-W) that most favors the physiological and productive activity of the grapevine, as well as, the combined action of these two variables. Taking into account these variables, were investigated the leaf water potential, leaf temperature, leaf gas exchange, chlorophyll a fluorescence and were made biochemistry studies such as the evaluation of photosynthetic pigments, metabolites (total phenols, soluble sugars, starch and total soluble proteins), oxidative stress indicators (lipid peroxidation) and studies of production and vigor. The N-S orientation, in general, appeared to be more advantageous contributing to a better water status and lower oxidative damage but also to a greater vigor and production. The kaolin 5% contributed to a decrease in leaf temperature of grapevines, for a better photosynthetic performance and higher production. There was also a tendency for the N-S row associated with kaolin 5% application allows a decrease in leaf temperature of grapevines. With this study, it was concluded that the implementation of these cultural practices, specially kaolin 5% application, can help the grapevines to compete with the adverse conditions of the summer period and of the expected progressive climate change.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Engenharia Agronómica
Palavras-chave
Vitis vinifera , Região Demarcada do Douro (Portugal) , Alterações climáticas , Caulino
Citação