Fatores relacionados com a solidão no idoso e importância do apoio familiar

Data
2022-12-09
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Enquadramento: Este relatório diz respeito ao estágio desenvolvido na Unidade de Saúde Familiar Longara Vida, no período de 30 de setembro de 2019 a 28 de fevereiro de 2020, durante o qual foi realizado um estudo empírico sobre os fatores relacionados com os sentimentos de solidão ou isolamento social no idoso, articulando com o papel do Enfermeiro de Família. Objetivos: Refletir sobre as competências desenvolvidas durante o estágio de natureza profissional e apresentar um estudo de investigação desenvolvido sobre os fatores relacionados com sentimentos subjetivos de solidão ou isolamento social no idoso. Métodos: Realizou-se um estudo observacional, descritivo-correlacional, transversal e de abordagem quantitativa, com uma amostra não probabilística constituída por 71 idosos inscritos na Unidade de Saúde Familiar. Utilizamos como instrumento de colheita de dados um formulário composto por questões de caracterização sociodemográfica e de apoio familiar e pela Escala UCLA-16. Para o tratamento de dados recorremos à estatística descritiva e inferencial com recurso ao SPSS. Resultados: Na nossa amostra (n=71), a maioria era do sexo feminino (59,2%), do grupo etário dos 65- 74 anos (63,4%), com média da idade de 72,96 anos, casada (76,1%), detinha o 1º ciclo do ensino básico (85,9%) e tinha dois filhos (33,8%). Quanto ao apoio familiar, a maioria vivia com o cônjuge (63,4%) e referiu receber visitas (95,8%), dos seus filhos (76,1%). Verificamos que a maioria dos idosos (74,6%) não apresentava sentimentos negativos de solidão ou isolamento social, tendo obtido uma pontuação média na escala UCLA de 25,14 pontos. A média da pontuação da Escala UCLA difere muito significativamente entre os idosos com diferentes coabitações (ANOVA: p<0,002) e a proporção das categorias dos sentimentos subjetivos de solidão ou isolamento social difere significativamente entre os idosos da amostra com diferente estado civil (χ2: p <0,001). Conclusão: Os fatores relacionados com os sentimentos de solidão ou isolamento social identificados no presente estudo são a coabitação e o estado civil. Verificamos que os sentimentos negativos de solidão e isolamento social aumentam com o estado civil de viuvez e os que vivem sós são os que apresentam também mais sentimentos negativos de solidão. Perante isto, implica que os idosos viúvos e que vivem sozinhos possam ter um acompanhamento mais próximo pelo enfermeiro de família e de outros profissionais da equipa de saúde para que possam receber o apoio necessário, minimizando-se os sentimentos de solidão, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida destes utentes.
Background: This work aims to reflect on the development of skills during the internship of a professional nature, at USF Longara Vida, from September 30, 2019 to February 28, 2020. Also reflect on the empirical study “What factors are related to loneliness in the elderly”, since during their professional activity, nurses sometimes come across the elderly person in solitude. Thus, Family Nurses play an important role in detecting and/or preventing risks associated with these factos. Aim: Describe and reflect on the skills developed during the professional internship. To present the research work developed on the factors related to loneliness in the elderly and reflect on them, framing them in the provision of care provided by the Family Nurse. Methods: An observational, descriptive-correlational, cross-sectional study with a quantitative approach was carried out, with a non-probabilistic accidental sampling consisting of 71 elderly individuals enrolled in the USF. As a data collection instrument, we used a form composed of questions of sociodemographic characterization and family support, using the UCLA-16 Scale (Pocinho et al., 2010). For data processing, we used descriptive and inferential statistics. Results: In our sample (n=71) the majority were female (59.2%), from the 65-74 age group (63.4%), with a mean age of 72.96 years, married (76, 1%), had the 1st cycle of Basic Education (85.9%) and had two children (33.8%). As for family support, most lived with their spouse (63.4%), reported receiving visits (95.8%), from their children (76.1%), once or twice a week (42.3%), to all the visits are very important (100%) and the majority did not receive monetary support from the family (71.8%). We found that the majority of the elderly (74.6%) did not have negative feelings of loneliness or social isolation, with an average scale score of 25.14 points and the mean score on the UCLA Scale differs very significantly among the elderly with different cohabitations (ANOVA: p<0.002). The proportion of the categories of subjective feelings of loneliness or social isolation (without negative feelings of loneliness and with feelings) differs significantly between the elderly in the sample with different marital status (χ2: and among the elderly in the sample with different cohabitations (χ2: Conclusion: The factors related to feelings of loneliness or social isolation identified in the present study are age group, cohabitation and marital status. We found that negative feelings of loneliness and social isolation increase with age, with the marital status of widowhood and, consequently, those who live alone are also those who have more negative feelings of loneliness. In view of this, it implies that the widowed elderly can have a closer monitoring by the family nurse and other professionals of the team so that they can receive the necessary support, minimizing the feelings of loneliness, contributing to the improvement of the quality of life of these users.
Descrição
Este relatório original foi expressamente elaborado para efeito de obtenção do grau de Mestre em Enfermagem de Saúde Familiar, realizado em consórcio entre as Escolas de saúde da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Universidade de Aveiro e do Instituto Politécnico de Bragança
Palavras-chave
Solidão , Envelhecimento
Citação