Traços psicopáticos em estudantes universitários: que relação com o uso de substâncias e as práticas educativas parentais?

Data
2022-03-08
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A associação entre psicopatia e o uso de substâncias pode levar a consequências prejudiciais e a um aumento do risco, tanto na persistência como na gravidade da perturbação pelo uso das substâncias. Devido ao fácil acesso e disponibilidade, a vida universitária parece evidenciar um maior risco para um maior consumo de drogas. O presente estudo procurou analisar a relação entre o uso de substâncias e a existência de traços psicopáticos numa amostra em estudantes universitários. A amostra foi constituída por 487 alunos, com idades compreendidas entre os 17 e 49 anos, de ambos os sexos, a frequentarem a universidade (M=1.5; DP=.208). Para a recolha de dados recorreu-se à escala de Autoavaliação da Psicopatia (SRP-III), ao Drug Abuse Screening Test (DAST) e a um questionário sociodemográfico. Os resultados sugerem a associação entre o consumo e os traços psicopáticos, o que reforça a importância da deteção precoce de comportamentos aditivos por partes dos jovens. E ainda um consumo de substâncias ligeiramente superior por parte do sexo feminino quando comparado ao sexo masculino. Neste sentido, para prevenir ou intervir no uso de drogas tornar-se-ia pertinente a criação de novos programas de intervenção direcionados aos jovens adultos em contexto universitário.
The association between psychopathy and substance use can lead to harmful consequences and an increased risk, both in the persistence and severity of the substance use disorder. Due to easy access and availability, university life seems to show a greater risk for increased drug use. The present study sought to analyze the relationship between substance use and the existence of psychopathic traits in a sample of university students. The sample consisted of 487 students, aged between 17 and 49 years, of both sexes, attending university (M=1.5; SD=.208). Data were collected using the Self-Assessment of Psychopathy Scale (SRP-III), the Drug Abuse Screening Test (DAST) and a sociodemographic questionnaire. The results suggest an association between consumption and psychopathic traits, which reinforces the importance of early detection of addictive behavior by young people. And still a slightly higher consumption of substances by females when compared to males. In this sense, to prevent or intervene in drug use, it would be pertinent to create new intervention programs aimed at young adults in a university context.
Descrição
Dissertação apresentada para a obtenção do Grau de Mestre em Psicologia Clínica pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Departamento de Educação e Psicologia
Palavras-chave
estudantes universitários , psicopatia
Citação