Violência entre irmãos, ciberbullying, comunicação parento-filial e suporte social percebido pelos adolescentes e jovens adultos

Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente estudo teve como objetivo analisar a relação entre as táticas de resolução de conflitos na fratria (Revised Conflict Tactics Scales - CTS2-SP), a vitimização por ciberbullying (Cybervictimization Questionnaire – CYVIC) e a comunicação parento-filial (Escala de Avaliação da Comunicação na Parentalidade - Versão para AdolescentesCOMPA-A). A amostra foi constituída por 274 participantes com irmãos, divididos em dois grupos: adolescentes (15-19 anos) e jovens adultos (20-30 anos). Foram encontradas associações entre as táticas de resolução de conflitos na fratria e a comunicação parento-filial, havendo um efeito preditor das dimensões avaliadas pelo CTS2-SP sobre a comunicação. De forma geral, quanto maior a violência entre os irmãos na adolescência pior parece ser a comunicação entre pais e filhos. No caso da cibervitimização, esta apenas se correlacionou com a metacomunicação no caso do pai, de forma negativa. As restantes análises demonstraram que os adolescentes são vítimas mais frequentes de comportamentos de ciberbullying do que os mais velhos. Assim, este estudo contribui para um maior conhecimento acerca da inter-relação entre estas três variáveis, salientando a importância que a relação fraterna nos adolescentes tem nas suas relações com os pais. Também se verificou uma elevada prevalência de cibervitimização e da violência fraterna, o que sugere que estes fenómenos devem ser estudados de forma mais exaustiva e consistente a fim de os poder prevenir.
The present study aimed to analyse the relationship between conflict resolution tactics in the fraternity (Revised Conflict Tactics Scales – CTS2-SP), victimization by cyberbullying (Cybervictimization Questionnaire – CYVIC) and parent-child communication (Parenting Communication Assessment Scale – version for Adolescents – COMPA-A). The sample consisted of 274 participants with siblings, divided into two groups: adolescents (15-19 years old) and young adults (20-30 years old). Associations were found between conflict resolution tactics in the fraternity and parent-child communication, with a predictive effect of the dimensions assessed by CTS2-SP on communication. In general, the greater the violence between siblings in adolescence, the worse the communication between parents and children seems to be. In the case of cybervictimization, this only correlated with metacommunication in the case of the father in a negative way. The remaining analyses showed that adolescents are more frequent victims of cyberbullying behaviour than the older ones. Thus, this study contributes to a greater understanding of the interrelationship between these three variables, emphasizing the importance that the fraternal relationship in adolescence has on their relationships with their parents. There was also a high prevalence of cybervictimization and sibling violence, which suggests that these phenomena should be studied in a more exhaustive and consistent way in order to prevent it.
Descrição
Dissertação apresentada para a obtenção do Grau mestre em psicologia Clínica pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Palavras-chave
violência , irmãos
Citação