Efeito de sessões de exercício físico na resposta aguda da pressão arterial: exercício cardiovascular e exercício para músculos inspiratórios

Data
2022-08-24
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A hipertensão arterial é um dos importantes fatores de risco para eventos cardiovasculares. O exercício físico é considerado uma estratégia de intervenção de 1ª linha na prevenção e controlo da hipertensão arterial. O aumento da intensidade do exercício cardiovascular deverá aumentar a Pressão Arterial Sistólica (PAS). A hipotensão pós-exercício (HPE) é uma das possíveis respostas agudas da Pressão Arterial (PA) ao exercício físico. São atualmente utilizados o exercício aeróbio e o treino muscular inspiratório (IMT) como estratégias para reduzir a PA a longo prazo. Neste sentido, o objetivo deste estudo é analisar o efeito agudo de diferentes sessões de exercício físico cardiovascular combinado com exercício respiratório com POWERbreathe na resposta aguda da PA. Foram recrutados indivíduos previamente diagnosticados com hipertensão arterial, a tomar medicação sem ação beta-bloqueante. O desenho experimental cruzado incluiu uma sessão de exercício aeróbio 2x15’ de duração a uma intensidade moderada definida entre 40 a 59% da Frequência Cardíaca (FC) de reserva combinado com IMT (3x15 ciclos respiratórios a 40% PImáx), uma sessão de IMT isolado (3x15 ciclos respiratórios a 40% PImáx) e uma sessão de controlo (sham training - 3x15 ciclos respiratórios a 5% PImáx). A PAS, a Pressão Arterial Diastólica (PAD), a FC, a Pressão Arterial Média (PAM) e o Duplo Produto (DP) foram medidos antes, durante e após o exercício. Após o exercício, os valores de PAS na sessão de exercício aeróbio combinado com exercício respiratório foram inferiores relativamente às sessões de exercício respiratório isolado (Sham e IMT). Nas variáveis PAD, FC, PAM e DP não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre sessões. Durante o exercício, os valores de FC e DP na sessão de exercício aeróbio combinado com exercício respiratório foram superiores relativamente às sessões de exercício respiratório isolado (Sham e IMT). Nas variáveis PAS, PAD e PAM não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre sessões. As sessões Sham e Isolada promoveram resposta semelhante durante e após o exercício nas variáveis em estudo. A PAS aumentou significativamente no período de recuperação, a PAD e a PAM apresentam uma tendência de subida no pós-exercício, a FC diminuiu significativamente após o exercício e o DP manteve-se relativamente estável ao longo das sessões. Na sessão combinada registou-se uma tendência para a redução da PAS, PAD e PAM durante o exercício e um aumento das mesmas variáveis no período pós-exercício. A FC e o DP aumentaram significativamente durante o exercício aeróbio e diminuíram no período pós-exercício.
Hypertension is one of the important risk factors for cardiovascular events. Physical exercise is considered a first-line intervention strategy in the prevention and control of hypertension. Increasing the intensity of cardiovascular exercise should increase Systolic Blood Pressure (SBP). Post-exercise hypotension (PEH) is one of the possible acute blood pressure (BP) responses to physical exercise. Aerobic exercise and inspiratory muscle training (IMT) are currently used as strategies to reduce BP in the long term. In this sense, the aim of this study is to analyze the acute effect of different sessions of cardiovascular exercise combined with breathing exercise with POWERbreathe on the acute BP response. Individuals previously diagnosed with arterial hypertension were recruited, taking medication without beta-blocking action. The crossover experimental design included a 2x15' duration aerobic exercise session at a moderate intensity defined between 40 to 59% of Heart Rate (HR) reserve combined with IMT (3x15 breaths at 40% MIP), a session of IMT alone (3x15 breaths at 40% MIP) and a control session (sham training - 3x15 breaths at 5% MIP). SBP, Diastolic Blood Pressure (DBP), HR, Mean Blood Pressure (MAP) and Rate Pressure Product (RPP) were measured before, during and after exercise. After exercise, SBP values in the aerobic exercise session combined with respiratory exercise were lower than in the respiratory exercise alone sessions (Sham and IMT). In the variables DBP, HR, PAM and RPP, no statistically significant differences were found between sessions. During exercise, the HR and RPP values in the aerobic exercise session combined with breathing exercise were higher compared to the isolated breathing exercise sessions (Sham and IMT). In the variables SBP, DBP and PAM, no statistically significant differences between sessions were found. The Sham and Isolated sessions promoted a similar response during and after exercise in the variables under study. SBP increased significantly in the recovery period, DBP and MAP show an upward trend in post-exercise, HR decreased significantly after exercise and RPP remained relatively stable throughout the sessions. In the Combined session, we recorded a trend towards a decrease in SBP, DBP and MAP during the exercise and a significant increase in the same variables in the recovery period. HR and RPP significantly increased during aerobic training and decreased in the post-exercise period.
Descrição
Este trabalho foi expressamente elaborado com o objetivo de obter o grau de Mestre em Ciências do Desporto, especialização em Avaliação e Prescrição na Atividade Física
Palavras-chave
Pressão arterial , Hipotensão pós-exercício
Citação