A influência do mobbing na intenção de saída entre os enfermeiros

Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Mobbing entre os enfermeiros é um fenómeno extremamente comum com consequências prejudiciais para enfermeiros, utentes, instituições de saúde e para a própria profissão de enfermagem. Na realidade o que representa é tão antigo como o ser humano. O fenómeno mobbing, carateriza-se por um conjunto de condutas hostis, repetidas e persistentes contra um ou mais indivíduos numa relação entre o ofensor e a vítima. É considerado um importante fator de risco psicossocial na saúde física e mental do trabalhador. Entre os enfermeiros é um comportamento frequente apesar de ser pouco divulgado. O presente estudo consiste em analisar a influência do mobbing e liderança transformacional, na sua intenção de saída entre os enfermeiros. Trata-se de um estudo confirmatório, descritivo e correlacional. A metodologia a utilizar será a quantitativa com aplicação de um questionário elaborado no Google Forms, a uma amostra por conveniência. Com base em escalas já validadas na literatura consultada. No tratamento e análise dos resultados será utilizada a técnica estatística descritiva e inferencial, nomeadamente os coeficientes de correlação de Pearson e de Cronbach’s α. Como resultados verificamos uma influência positiva da dimensão mobbing na intenção de saída dos enfermeiros. Assim como, a dimensão liderança transformacional impacta negativamente a intenção de saída dos enfermeiros e o mobbing, da mesma forma que o mobbing tem um papel mediador entre a liderança transformacional e a intenção de saída, ou seja, todas as hipóteses são válidas. No que diz respeito aos contributos para a profissão, podemos apontar que os resultados encontrados poderão ser bastante úteis para os gestores das organizações de saúde. A profissão de enfermagem parece particularmente vulnerável ao comportamento negativo no local de trabalho, evidenciado pelo crescente corpo da literatura sobre violência no local de trabalho entre os enfermeiros. Além disso, até ao momento são escassos os estudos publicados em Portugal sobre mobbing e a sua influência na intenção de saída.
Mobbing among nurses is an extremely common phenomenon with harmful consequences for nurses, patents, healthcare institutions and the nursing profession itself. In fact, what it represents is old as the human being. The mobbing phenomenon is characterized by a set of hostiles, repeat and persistent conduct against one or more individuals in a relationship between the offender and the victim. It’s considered an important psychosocial risk factor in the physical and mental health of workers. Among nurses, it’s a frequent behavior despite being little publicized. The present study consists of analyzing the influence of mobbing and transformational leadership, on their intention to leave among nurses. This is a confirmatory, descriptive, and correlational study. The methodology used will be quantitative whit the application of a questionnaire prepared in Google Forms, to a convenience sample. In the treatment and analysis of the results, the descriptive and inferential statistical technique used, namely the Pearson and Cronbach’ α correlation coefficients. As results found, we verified a positive influence of mobbing dimension on the nurse’s intention to leave. Likewise, the transformational leadership dimension impacts nurse’s intention to leave, in the same way that mobbing has a mediating role between transformational leadership and exit intention, that is, all hypotheses are validated. The contributions to the profession, we can point out that the expected results could be quite useful for managers of health organization. The nursing profession appears particularly vulnerable to negative workplace behavior, as evidenced by growing body of literature on workplace violence among nurses. In addition, so far, there are few studies published in Portugal on mobbing and the influence on the intention to leave.
Descrição
Dissertação apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, como requisito para a obtenção do grau de Mestre em Gestão dos Serviços de Saúde
Palavras-chave
Mobbing , liderança transformacional
Citação