O diário do aluno como estratégia de ensino e aprendizagem

Data
2014
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
As mudanças metodológicas operadas no ensino, a partir dos anos oitenta, pretendem fomentar a aprendizagem como um processo ativo, criativo, participativo e, sobretudo, significativo tendo como ponto de partida o sujeito que aprende. A valorização do aluno como centro de todo o processo de aprendizagem torna necessário o seu envolvimento nesse mesmo processo. Por isso, o uso do diário como instrumento pedagógico que parte da reflexão do aluno, proporciona a sua implicação através da autoavaliação da aprendizagem. O presente trabalho tem como objetivo incentivar à utilização do diário como uma ferramenta educativa-comunicativa dentro da sala de aula que oferece ao aluno a oportunidade de refletir sobre o seu processo de aprendizagem e, deste modo, permite detetar quais são as suas dificuldades e o que pode fazer para superá-las. Pretende-se que seja o próprio aluno a retirar as conclusões do seu processo de aprendizagem, incentivando deste modo a sua autonomia. A partir dos conteúdos programáticos da disciplina de Espanhol em Portugal para os 7.º, 8.º e 9.º anos do 3.º ciclo do Ensino Básico, correspondente aos níveis A2.2 / B1 descritos no Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas, propõe-se a criação de um diário pessoal que reflita o ano escolar com base nas vivências e experiências de vida do aluno e que permita, ao mesmo tempo, avaliar se os conteúdos foram ou não adquiridos.
The methodological changes that have happened in the teaching field since the eighties aim to encourage learning as an active, creative, participatory, and moreover meaningful process, having the learner as a starting point. The valorization of the student as the center of the whole learning process makes his involvement crucial. Therefore the use of the diary as a pedagogical tool, which begins with the student’s reflection, shows his involvement through his self-assessment of learning. The present work intends to foster the use of a diary as an educational and communicative tool in the classroom, giving the student the opportunity to think about his learning process and thus enabling him to detect what are his difficulties and what can be done to overcome them. The student himself will draw the conclusions of his learning process, thereby encouraging his autonomy. From the Spanish syllabus contents used in Portugal for the 7th, 8th and 9th grade in Junior High School, at levels A2.2/B1 according to the Common European Framework of Reference for Languages, we suggest the use of a diary that reflects the school year based on the student’s daily life and personal experiences, allowing him at the same time to assess whether or not the contents were acquired.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Ensino de Português no 3º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário e de Espanhol nos Ensinos Básico e Secundário
Palavras-chave
Autoavaliação , Autonomia , Reflexão , Diário de aprendizagem
Citação