Atividade invernal das andorinhas-das-rochas (Ptyonoprogne rupestris) em Vila Real. Encontra-se relacionada com a abundância de presas, com as condições meteorológicas, ou ambas?

Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A andorinha-das-rochas é a única ave da família Hirundinae em que a maioria da população é residente na Europa, que ocorre maioritariamente na região mediterrânea. Esta espécie, originalmente associada a zonas rupícolas próximas de cursos de água, apresenta relativamente poucos estudos publicados acerca da sua biologia e ecologia, quando comparada às restantes espécies da família Hirundinae. A falta de informação ecológica e etológica acerca da andorinhadas-rochas, nomeadamente durante o período invernal (período caraterizado por condições climáticas adversas e escassos recursos alimentares), justificou a pertinência deste trabalho preliminar. O estudo foi realizado durante o outono/inverno de 2018/2019 na cidade de Vila Real, Portugal, onde ocorre uma população residente de andorinha-das-rochas. Com o objetivo de compreender se a atividade da andorinha-das-rochas é regulada pela abundância, biomassa e/ou tamanho das presas, condições meteorológicas ou por todos estes fatores, foram utilizadas várias metodologias de campo e de análise de dados. Os indivíduos observados de andorinha-das-rochas foram registados através de contagens pontuais e transectos entre as várias colónias conhecidas. A estimativa de abundância e de diversidade de insetos voadores foi obtida através da instalação de armadilhas de interseção e armadilhas de Malaise, consentâneas com os períodos de monitorização das andorinhas. Foram ainda registadas as condições meteorológicas ao longo dos períodos de monitorização. Os resultados obtidos parecem apontar para uma possível influência da abundância relativa dos insetos na atividade invernal da andorinha-das-rochas. Dentro das ordens amostradas, os Hymenoptera parecem apresentar uma correlação importante com os períodos de atividade da andorinha-das-rochas. Por outro lado, a correlação positiva entre a ordem Hymenoptera e a temperatura sugere uma possível relação indireta entre a atividade da andorinha-das-rochas e a temperatura. No entanto, os resultados preliminares obtidos parecem apontar, no geral, para uma estratégia generalista da espécie, durante o período do ano em que as condições meteorológicas são mais severas e a disponibilidade de presas é, consequentemente, menor, possivelmente predando os insetos voadores mais abundantes e disponíveis.
The crag martin is the only bird of the Hirundinae family which most of their population resides in Europe, mainly in the Mediterranean region. This specie, originally associated with rupicolous areas close to watercourses, has relatively few published studies about its biology and ecology, when compared to other species of the Hirundinae family. The lack of ecological and ethological information about the crag martin, during the winter period (a period characterized by adverse climatic conditions and scarce food resources), justifies the relevance of this preliminary work. The study was performed during the autumn/winter of 2018/2019 in Vila Real, Portugal, where a population of crag martins has their habitat. To understand if the activity of the crag martin is regulated by abundance, biomass and/or prey size, meteorological conditions or by all factors, several field methodologies and data analysis were used. Crag martins individuals were recorded by point counts and transects between the various known colonies. The estimation of abundance and diversity of flying insects was obtained through the installation of intersection and malaise traps, consistent with the periods of monitoring the crag martins. Weather conditions were also recorded during the monitoring periods. The results show a possible influence of the relative abundance of insects on the wintering activity of the crag martin. Within the sampled orders, Hymenoptera shows an important correlation with the periods of activity of the specie. The positive correlation between the order Hymenoptera and the temperature suggests a possible indirect relation between crag martin activity and temperature. However, in general, the preliminary results indicate a generalist strategy of the specie during the period of the year when weather conditions are more severe and prey availability is consequently lower, possibly the crag martin are preying on the most abundant and available flying insects.
Descrição
Dissertação de mestrado em Engenharia do Ambiente
Palavras-chave
aves insetívoras , seleção de presas
Citação