Resolução cirúrgica de hérnias toracolombares na espécie Canis lupus familiaris: estudo de casos clínicos

Data
2014
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A doença de disco intervertebral é uma causa comum de disfunção neurológica nos cães. As hérnias de disco estão associadas a degenerescência dos discos intervertebrais resultando na extrusão (Hansen tipo I) ou protusão (Hansen tipo II) de material discal para o interior do canal medular, mais comummente na região toracolombar, causando a compressão da medula espinhal ou das raízes nervosas, originando défices neurológicos no segmento medular afetado. Os sinais neurológicos podem variar entre dor, em casos menos graves, até paralisia completa dos membros pélvicos, podendo levar à morte em casos de mielomalacia progressiva. O grau de gravidade é determinado através de um exame neurológico completo. O diagnóstico desta patologia é feito com base na idade, espécie, raça, história e sinais clínicos apresentados pelo animal e recolhidos no exame neurológico, sendo imprescindível a execução de meios de diagnóstico imagiológicos, tais como a mielografia, ressonância magnética ou tomografia computorizada. A terapêutica mais apropriada depende do quadro clínico que o animal apresenta. O tratamento efetuado poderá basear-se apenas em terapia médica (repouso e anti-inflamatórios) em casos de menor gravidade, sendo que em casos mais graves recorre-se ao tratamento cirúrgico. O prognóstico depende do grau de défices neurológicos existentes, da duração do processo patológico e da terapêutica instituída. No presente trabalho foram analisados cinco cães, diagnosticados com hérnia toracolombar mediante tomografia computorizada. Todos os cinco pacientes foram tratados cirurgicamente através da técnica de hemilaminectomia dorso-lateral.
Intervertebral disk disease is a common cause for neurological dysfunction in dogs. Intervertebral disk disease is associated to its degeneration leading to extrusion (Hansen type I) or protrusion (Hansen type II) of disk content into the spinal canal, most often in the thoracolumbar region, causing compression on the spinal cord or its nervous roots, originating neurologic deficits on the affected spinal segment. Neurological signs vary from pain in less severe cases to total hind limb paralysis and possible death when progressive myelomalacia is present. The level of severity is determined performing a complete neurological exam. Diagnosis is achieved considering age, species, breed, previous history and clinical signs presented by the patient as well as information gathered on the neurological exam, being absolutely necessary the use of imagiologic diagnostics such as myelography, magnetic resonance and computerized tomography. The best treatment for each patient depends on its clinical signs. Treatment can be based in medical therapy (rest and anti-inflammatory drugs) in less severe cases whereas in more severe cases, surgical treatment is performed. Prognosis depends on neurological deficits, duration of disease and chosen treatment. In this study, five dogs with thoracolumbar disc disease diagnosed by computerized tomography were analyzed. All of the five animals were treated surgically using the dorsolateral hemilaminectomy technique.
Descrição
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
Palavras-chave
Cães , Deslocamento do disco intervertebral (toracolombar) , Exame neurológico , Tomografia computadorizada por raios X , Procedimento cirúrgico operatório , Técnica hemilaminectomia dorso-lateral
Citação