Reabilitação física do doente neurológico: estudo de casos clínicos de doença do disco intervertebral em cães

Data
2023-03-03
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A compressão da medula espinhal, como consequência da doença do disco intervertebral, é o problema neurológico mais frequente em cães. A degenerescência do disco ocorre devido ao envelhecimento do material do disco e leva à sua extrusão (Hansen tipo I) ou protrusão (Hansen tipo II). Os sinais clínicos associados à extrusão do disco podem ser explicados, por um lado, pela compressão mecânica da medula espinhal e raízes nervosas e, por outro, pelos processos bioquímicos e inflamatórios nos tecidos nervosos e/ou no disco. A neurorreabilitação é uma área científica em crescimento que tem como objetivo atingir o melhor nível de função, independência e qualidade de vida dos animais. Assim, neste trabalho serão enumeradas várias modalidades e técnicas de neurorreabilitação, e avaliados os respetivos efeitos em três cães com hérnia de extrusão discal toracolombar de modo a perceber o seu impacto na evolução clínica dos animais. Os três casos clínicos foram selecionados a partir da casuística de neurorreabilitação de animais de companhia observada durante o estágio curricular realizado entre novembro de 2019 e agosto de 2020, no Hospital Veterinário de Amarante - Breed. Os animais são de raça Caniche, Bichon maltês e Sem raça definida de pequeno porte, machos e de idades compreendidas entre os 4 e os 7 anos. Nos três casos clínicos, o tratamento envolveu a aplicação de protocolos de neurorreabilitação específicos de acordo com a condição de cada animal e com os objetivos pretendidos em termos de funcionalidade ativa individual. Neste trabalho observou-se que o quadro clínico dos animais, em geral, evoluiu favoravelmente no decorrer das sessões de neurorreabilitação.
Spinal cord compression, as a consequence of intervertebral disc disease, is the most common neurological problem in dogs. Disc degeneration occurs due to the aging of the disc material and leads to its extrusion (Hansen type I) or protrusion (Hansen type II). The clinical signs associated with disc extrusion can be explained, on the one hand, by mechanical compression of the spinal cord and nerve roots and, on the other, by biochemical and inflammatory processes in nerve tissues and/or in the disc. Neurorehabilitation is a growing scientific area that aims to achieve the best level of function, independence and quality of life for animals. Thus, in this work, several neurorehabilitation modalities and techniques will be listed, and their effects will be evaluated in three dogs with thoracolumbar disc herniation in order to understand their impact on the clinical evolution of the animals. The three clinical cases were selected from the case series of neurorehabilitation of companion animals observed during the curricular internship carried out between November 2019 and August 2020, at the Hospital Veterinário de Amarante - Breed. The animals are of breed Poodle, Maltese Bichon and Mixed breed of small size, males and aged between 4 and 7 years old. In the three clinical cases, the treatment involved the application of specific neurorehabilitation protocols according to the condition of each animal and the intended objectives in terms of individual active functionality. In this work, it was observed that the clinical status of animals, in general, evolved favorably during the neurorehabilitation sessions.
Descrição
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
Palavras-chave
Cão , Hérnia discal
Citação