Esgana canina: análise clínico-epidemiológica de casos

Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A esgana canina é uma doença infeciosa causada pelo vírus da esgana canina (CDV, canine distemper vírus, em Português vírus da esgana canina), membro da ordem Mononegavirales, família Paramyxoviridae, género Morbillivirus. Este agente é capaz de afetar múltiplos hospedeiros de diferentes espécies, nomeadamente o cão, e também tem a aptidão de se ligar a variados tipos de recetores celulares, o que lhe permite infetar diferentes tecidos, e consequentemente desencadear diversos quadros clínicos, o que resulta em dificuldades no seu controlo quer num indivíduo, quer em populações sensíveis. O presente trabalho teve como objetivo realizar uma revisão bibliográfica atualizada deste agente viral e efetuar uma análise clinico-epidemiológica de cinco casos clínicos em cães relevantes para este tema. Dos cinco casos apresentados, quatro dos cães revelaramse, por métodos laboratoriais, infetados com CDV, e um caso foi negativo. Destes animais três eram jovens (12 meses de idade); três eram fêmeas e dois eram machos. Os sinais clínicos apresentados pelos animais positivos ao CDV foram muito diversificados e Inespecíficos: febre e anorexia, sinais gastrointestinais (diarreia, vómito), sinais oculares (corrimentos mucopurulentos) e sinais neurológicos (mioclonias, descoordenação motora, movimentos involuntários), entre outros. Desta forma, pretende-se expor o carater multifacetado deste agente patogénico e a sua ubiquidade, quer em hospedeiros, quer em quadros clínicos que induz, contribuindo para o estudo clínico-epidemiológico desta doença em cães.
Canine distemper virus is an infecious disease caused by the canine distemper virus (CDV, in portuguese vírus da esgana canina), a member of the Mononegavirales order, Paramyxoviridae family, Morbillivirus genus. This agent is capable of affeting multiple host species, namely dogs, and it is also able to link itself to various types of cellular receptors, which ables it to infect diffent body tissues, and consequently, iniciates a multitude of clinical signs, which in turn makes its control difficult, either in an individual, either in susceptible groups. The present study had the purpose of reviewing the state of the art of this viral agent and expound five clinical cases in dogs, that were relevant to this theme. Of the five cases, four dogs were infected with CDV, confirmed by laboratory tests, while one was negative. Of the five dogs, two were young (12 months old); two were males, while the other three were female. The clinical signs presents by the infected dogs were variable and inespecific: fever and anorexia, gastointestinal signs (diarrhea, vomit), ocular signs (mucopurulent discharge) and neurologic signs (myoclonus, motor incoordination, head-shaking), among others. This work aims to report the ubiquous character of this viral agent. This work is a contribution to the study about the disease.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Medicina Veterinária
Palavras-chave
Esgana , Cães
Citação