Impacto da fasciolose em inspeção higio-sanitária de bovinos

Data
2015-05-20
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A fasciolose é uma das infeções por trematodes mais presentes em ruminantes em todo o mundo. A Fasciola hepatica é um antigo parasita que convive com o homem e animais desde cerca do ano 3500 a.C.. O clima em Portugal favorece o desenvolvimento da Fasciola hepatica que exibe preferência para as áreas ao redor dos grandes rios como o Tejo, Douro, Vouga e Minho. Segundo estudos, em casos de fasciolose, a eficiência produtiva dos bovinos com infeções suaves diminui 8% e em infeções graves pode diminuir cerca de 20% da produção. A fasciolose hepática é uma doença comum em bovinos, caprinos e ovinos, também pode infetar porcos, coelhos, equinos e outros mamíferos. Em zonas endémicas é comum encontrar taxas de infeção superiores a 30% ou 50%. Os mamíferos são infetados quando se alimentam em pastagens contaminadas. A infeção ocorre através da ingestão de metacercárias localizadas sobre a superfície das plantas ou em suspensão na água. Neste trabalho são apresentados os dados recolhidos acerca dos casos de fasciolose diagnosticados ao longo de quatro meses no matadouro de Aveiro, tendo em consideração o distrito de proveniência dos animais, os meses de maior prevalência, as idades dos bovinos afetados e é apresentado também uma estimativa do valor económico perdido devido à reprovação dos fígados com fasciolose. Num estágio realizado durante os meses de novembro, dezembro, janeiro e fevereiro no Matadouro da Beira Litoral, a principal causa de reprovações de fígados de bovino foi devido a lesões causadas por parasitas, com uma prevalência de fasciolose de 1,97% (para um total de 3253 bovinos abatidos). As lesões observadas causadas por Fasciola hepatica foram: espessamento dos canais biliares, fibrose hepática, focos necróticos, colangite, aumento dos gânglios linfáticos e presença de fascíolas. Os animais abatidos eram originários de vários distritos do país, embora a grande maioria fosse proveniente do distrito de Portalegre, Aveiro e Coimbra. A maioria dos casos de fasciolose pertencia a animais provenientes de Aveiro, Coimbra e Viseu. O valor da perda pela reprovação dos fígados com fasciolose foi estimado em 1997€. Trata-se de um valor elevado, tendo em conta que se contabilizou apenas os casos de quatro meses e considerando que se trata de uma doença debilitante que apresenta perdas económicas em todas as etapas de produção animal.
The fasciolosis is one of the infections of trematodes most present in ruminants around the world. The Fasciola hepatica is an old parasite that coexists with man and animals since about the year 3500 b.C. The portuguese weather promotes the development of Fasciola hepatica which shows preference for areas around big rivers such as the Tejo, Douro, Minho and Vouga. According to an estimate, in cases of fasciolosis, the productive efficiency of cattle with soft infections fell by 8% and severe infections decreased more than 20% of production. The fasciolosis is a common disease in cattle, sheep and goats, can also infect pigs, rabbits, horses and other mammals. At endemic areas is common to find infection rates above 30% or 50%. Mammals are infected when they feed on contaminated pastures. Infection occurs by ingestion of metacercariae located on plant surfaces or in suspension in water. This work presents the data collected about the cases of fasciolosis diagnosed over four months in the slaughterhouse of Aveiro, taking into consideration the geographic origin of the animals, the months of highest prevalence, the cattle ages affected, and is also presented an estimate of the economic value that was lost due to the rejection of the livers with fasciolosis. During the months of November December January and February at the slaughterhouse Matadouro da Beira Litoral, the main cause of failures of bovine livers was due to injuries caused by parasites, with a prevalence of fasciolosis of 1.97% (for a full 3253 cattle slaughtered). The lesions caused by Fasciola hepatica were: thickened bile ducts, hepatic fibrosis, focal necrosis, cholangitis, enlarged lymph nodes and presence of flukes. The slaughtered animals were from various regions of the country, although most had its origin in Portalegre, Aveiro and Coimbra. Most cases of fasciolosis originated in the districts of Aveiro, Coimbra and Viseu. The value of the loss by rejection livers with fasciolosis was estimated at €1997. This is a high value, in view that was only counted the cases during four months and considering that it is a debilitating disease that causes economic losses in all stages of animal production.
Descrição
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, Ciências Veterinárias
Palavras-chave
Matadouro , Inspeção sanitária , Fasciolose , Fígado , Parasita , Impacto económico
Citação