Efeito de um programa de treino combinado, na aptidão física e funcional, postura e equilíbrio de idosos praticantes de hidroginástica

Data
2016-10-17
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A autonomia para o idoso realizar diversas actividades do seu dia-a-dia é determinada, em grande medida, pela sua capacidade de desenvolver força muscular, estando esta, directamente associada com a sua funcionalidade e qualidade de vida. Este estudo teve como objectivo avaliar os efeitos de um programa de treino combinado, desenvolvido, durante 10 semanas, 3 vezes por semana - em idosos de ambos os sexos praticantes de hidroginástica - sobre a aptidão física e funcional (AFF), postura e equilíbrio. A amostra foi constituída por 16 idosos aparentemente saudáveis e activos, dos quais 8 (média 62,9 + 2.23) eram do grupo de treino de força e flexibilidade (GTF2) e os restantes 8 (média 64,38 + 2,67), pertenciam ao grupo controlo (GC). Foi efectuada uma avaliação clínica multifuncional para determinar o IMC e a protusão da cabeça. Com o propósito de avaliar o desempenho do equilíbrio funcional aplicámos a Escala de Equilíbrio de Berg (1992) e recorremos à bateria de testes de Riklli & Jones (2001), para avaliar os parâmetros da AFF: força e flexibilidade dos membros superiores e inferiores, equilíbrio dinâmico/agilidade e capacidade aeróbia. A análise da aderência à normalidade foi verificada através do teste de Kolmogorov-Smirnov com a correcção de Lilliefors; para comparação das médias utilizámos o teste de t para amostras independentes e para averiguar as diferenças entre os dois grupos de estudo, nos dois momentos de avaliação, aplicamos o teste t para amostras emparelhadas. O nível de significância foi estabelecido em 5% (p ≤ 0,05). Os resultados evidenciam uma diferença significativa na interacção Pós-treino GTF2 versus GC em relação à Protusão da Cabeça, Escala de Equilíbrio de Berg, e em alguns testes da Aptidão Física e Funcional (força muscular dos membros superiores e inferiores, flexibilidade do membro superior e equilíbrio dinâmico). Concluímos que o treino combinado de força e flexibilidade é eficiente para melhorar a AFF, sendo o equilíbrio dinâmico e a força muscular as variáveis que apresentaram resultados mais significativos. Deste modo, julgamos fundamental o desenvolvimento de hábitos regulares de prática de exercício físico como meio de promoção da capacidade funcional, qualidade de vida e autonomia do idoso.
The autonomy for the eldery to perform various activities of their daily lives is determined largely by their ability to develop muscular strength, and this is directly associated with its functionality and quality of life. This study aimed to assess the effects of a combined training program, developed during 10 weeks, 3 times per week - in the elderly of both sexes and hydrogymnastics practitioners - regarding physical fitness and functional (PFF), posture and balance. The sample was composed of 16 elderly apparently healthy and active, of which 8 (62.9 + 2.23) were from the group of strength training and flexibility (GTF2) and the remaining 8 (64.38 + 2.67), belonged to the control group (GC). Clinical assessment was made to determine the MMI (muscle mass index) and the protrusion of the head. For the purpose of evaluating the performance of functional balance we applied the Berg Balance Scale (1992) and we used the Rikli & Jones test battery (2001), to assess the parameters of the PFF: strength and flexibility of the upper and lower limbs, dynamic/agility balance and aerobic capacity. The analysis of adhesion to normality was verified through the Kolmogorov–Smirnov test with the Lilliefors correction; for comparison of the averages we used the t test for independent samples and to investigate the differences between the two study groups, in two moments of evaluation, we applied the t-test for paired samples. The significance level was established in 5% (p ≤ 0.05). The results show a significant difference in post-training interaction between GTF2 versus GC in relation to the Protrusion of the head, Berg Balance scale, and in some Physical Fitness and Functional tests (muscular strength of upper and lower limbs, flexibility of the upper limb and dynamic equilibrium). We conclude that the combination of strength and flexibility workout is effective to improve the PFF, being the dynamic balance and muscle strength the variables that present the most meaningful results. In this way, we think it is essential to develop regular habits to practice physical exercise as a means of promotion of functional capacity, quality of life and independence of older people.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Ciências do Desporto, Especialização em Actividades de Academia
Palavras-chave
Idoso , Força , Equilíbrio , Flexibilidade , Hidroginástica
Citação