Avaliação da expressão génica num modelo de neoplasia experimental da mama

Data
2015-05-06
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A proliferação incontrolada das células, que representa a essência da doença neoplásica, envolve não só a desregulação da proliferação mas também o ajustamento metabólico de modo a sustentar o crescimento e divisão celular. O ajustamento do metabolismo em células neoplásicas foi observado pela primeira vez por Warburg e desde então vários têm sido os estudos que envolvem a avaliação da expressão genes envolvidos no metabolismo. Este estudo experimental foi executado para estudar a variação da expressão génica de três genes: Citrato sintase (ciclo de Krebs), Acetil-CoA Carboxilase α (sintese de ácidos gordos) e Glucose-6-fosfatase (gliconeogénese e Glicogenólise) em quatro grupos histológicos de lesões em relação a tecido mamário normal. Foram recolhidas amostras de glândulas mamárias de 10 fêmeas de ratos Sprague-Dawley previamente induzidas com 7,12 - Dimetilbenzantraceno (DMBA) numa concentração de 65 mg/Kg de animal. Foi retirada uma secção das amostra para histologia clássica. Os níveis de expressão foram avaliados comparando os níveis de expressão dos genes-alvo com o gene actina β (controlo endógeno). Os dados obtidos foram tratados estatisticamente pelo teste ANOVA. A expressão do gene Citrato síntase é diminuída ao longo da progressão da doença neoplásica, permitindo um distinção significativa entre as neoplasias benignas e malignas uma vez que a expressão é bastante inferior nestas últimas. A expressão do gene Acetil coA carboxilase α é ligeiramente aumentada nas neoplasias benignas e significativamente inferior nas neoplasias malignas. A expressão do gene Glucose-6- fosfatase apresenta amplos valores de expressão desde valores próximos de zero até valores várias vezes superiores ao normal. Desde modo, existe uma diferença significativa entre os tumores benignos e malignos para os genes Citrato sintase e Actetil CoA carboxilase α, mas nenhum dos genes apresenta diferenças de expressão entre neoplasias malignas nãoinvasoras das invasoras. A expressão do gene Glucose-6-fosfatase não permite qualquer distinção entre os grupos histológicos.
The uncontrolled proliferation of cells, which represent the essence of neoplastic disease, involves not only dysregulation of proliferative cells but also the metabolic adjustment to sustain growth and cell division. The adjustment of cellular metabolism in cancer cells was first observed by Warburg and since then has been several studies that involves the study of the expression of several genes involved in metabolism, in order to understand the fundamentals of this amendment. This experimental study was performed to investigate the variation of gene expression of three genes: citrate synthase (Krebs cycle), acetyl-CoA carboxylase α (fatty acid synthesis), and glucose-6-phosphatase (gluconeogenesis and glycogenolysis) in four groups of histological lesions relative to normal breast tissue. Samples were taken from mammary glands of 10 female Sprague-Dawley previously induced with 7,12-Dimethylbenzanthracene (DMBA) at a concentration of 65mg/Kg of animal. Section was taken from sample for histology. Levels of expression were assessed by comparing expression levels of target genes with β actin gene (endogenous control). The data were processed by ANOVA statistic program. Citrate synthase gene expression is decreased along the progression of the neoplastic disease, allowing a significant distinction between benign and malignant neoplasms since the expression is far below the latter. The gene expression of acetyl CoA carboxylase α is slightly increased in benign and significantly lower in malignant neoplasms. The gene expression Glucose-6-phosphatase has wide expression values from values approaching zero values to several times the normal. In this way, there is a significant difference between benign and malignant tumors for the genes citrate synthase and acetyl CoA carboxylase α , but none of the genes shows differences in expression between malignant non-invasive tumors. The gene expression of glucose-6-phosphatase allows no distinction between the histologic groups.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Biologia Clínica Laboratorial
Palavras-chave
Neoplasias da mama , Metabolismo , Expressão génica
Citação