Assessment of the Thyroid Profile in the Iberian Lynx (Lynx pardinus)

Data
2022-11-18
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
The Iberian Lynx (Lynx pardinus) conservation status has been suffering alterations through the years. Having been considered extinct in Portugal and critically endangered in Spain, is the species of felids most endangered in the world. Nowadays its conservation status is classified as endangered (by IUCN). This was due to the increase in the numbers of animals after in situ and ex situ conservation programmes took place, in united efforts between Portugal and Spain. Despite the extensive scientific knowledge about behavioural and reproductive endocrinology areas, others need to be developed. In the last years the populations are growing and evolving toward a geriatric phase which justifies the importance of studies on the thyroid hormones to discard thyroid disfunction in this species. As so, the objective of this study was to establish the reference intervals for total T4 (TT4) and TSH for the Lynx pardinus, either in captive or wild populations. In this study, they were included samples of 71 animals of both environmental statuses (ncaptive=32; nwild=39), of both genders (nfemales=32; nmales=39) and of different ages, organized in groups (n[juveniles]=32; n[adults]=14; n[geriatrics]=25). The samples were analyses by IDEXX Laboratories Spain, using enzyme immunoanalysis for the measurement of TT4 (Beckman Coulter – AU5800 series®) and chemiluminescence for the measurement of TSH (IMMULITE® 2000 XPi Immunoassay System). The reference interval established (RI) for TT4 was 0.80-2.00 µg/dl for captive animals, and 0.70-2.20 µg/dl for wild animals, being that difference not statistically significant (p=0.065). The RI established for TSH were 0.00-1.10 ng/ml and 0.00-0.10 ng/ml, for captive and wild animals, respectively, being the difference statistically significant (p<0.001). Regarding the gender and age in captive animals, the TT4 is proven to be significantly affected by the gender (meanfemales=1.256±0.242 µg/dl; médiamales=1.487±0.297 µg/dl; p=0.024), but not by the age (meanjuveniles=1.256±0.188 µg/dl; meanadults=1.263±0.358 µg/dl ; meangeriatrics=1.500±0.263 µg/dl; p=0.066), and TSH is not influenced by any of the factors in the population under study [(meanfemales=0.228±0.240 ng/dl; meanmales=0.209±0.181 µg/dl; p=0.808); (meanjuveniles=0.136±0.078 ng/dl; meanadultss=0.148±0.137 ng/dl ; meangeriatrics=0.328±0.270 ng/dl; p=0.054)]. In the wild set of samples, the gender also seems to have influence in TT4 (meanfemales=1.069±0.212 µg/dl; meanmales=1.326±0.393 µg/dl; p=0.023), but not in TSH (meanfemales=0.034±0.007 ng/dl; meanmales=0.040±0.024 ng/dl; p=0.395). The age factor does not have statistic influence in neither of the hormones under study in the wild population, similarly to the captive set [(meanjuvenilesTT4=1187±0.321 µg/dl; meanadultsTT4=1.500±0.533 µg/dl; meangeriatricsTT4=1.130±0.221 µg/dl; pTT4=0.095); (meanjuvenilesTSH=0.040±0.025 ng/dl; meanadultsTSH=0.033±0.008 ng/dl; meangeriatricsTSH=0.034±0.005 ng/dl; pTSH=0.630)]. The presented study allowed, for the first time, the definition of the RI for TT4 and TSH for Iberian Lynxes’ captive and wild populations. Additionally, it was possible to conclude that the gender and age may influence some of the parameters analysed and, as so, these factors must be taken under consideration when determining these hormones.
O Lince Ibérico (Lynx pardinus) tem visto o seu estatuto de conservação sofrer alterações ao longo dos anos. Uma espécie que já foi considerada extinta em Portugal e em perigo crítico de extinção em Espanha, é a espécie de felinos mais ameaçada do mundo. Hoje em dia o seu estatuto de conservação é considerado em perigo, (pela IUCN). Tal deve-se ao aumento do número de animais, após programas de conservação in situ e ex situ terem sido aplicados, num esforço conjunto entre Portugal e Espanha. Apesar do conhecimento científico ser extenso em áreas de estudo do comportamento e endocrinologia reprodutiva, outras áreas de investigação necessitam de ser desenvolvidas. Nos últimos anos tem crescido a população de animais que se aproximam ou atingem a fase geriátrica, pelo que estudo das hormonas tiroideas é muito importante com vista a descartar possíveis casos de alterações da funcionalidade da tiroide nesta espécie. Assim, o objetivo deste estudo foi estabelecer os intervalos de referência para as hormonas T4 total (TT4) e TSH para espécie Lynx pardinus, tanto em populações em cativeiro como selvagens. Neste estudo foram incluídas amostras de 71 animais, de ambos os estatutos ambientais (ncautivos=32; nSelvagens=39), de ambos os géneros (nfêmeas=32; nmachos=39) e de várias idades, organizadas em três faixas etárias (n[juvenis]=32; n[adultos]=14; n[geriátricos]=25). As amostras foram analisadas pelo Laboratório IDEXX Espanha com recurso a imunoensaio enzimático para medição da TT4 (Beckman Coulter – AU5800 series®) e a quimioluminescência para medição da TSH (IMMULITE® 2000 XPi Immunoassay System). Os intervalos de referência estabelecidos (RI) para TT4 foram 0,80-2,00 µg/dl para animais em cativeiro, e 0,70-2,20 µg/dl para animais em estado selvagem, sendo que esta diferença não foi estatisticamente significativa (p=0,065). Os RI estabelecidos para a TSH foram 0,00-1,10 ng/ml e 0,00-0,10 ng/ml, para animais em cativeiro e estado selvagem, respetivamente, sendo que a diferença foi estatisticamente significativa (p<0,001). Relativamente ao género e à idade em animais cautivos, observou-se que a TT4 é significativamente influenciada pelo género (médiafemeas=1,256±0,242 µg/dl; médiamachos=1,487±0,297 µg/dl; p=0,024), mas não pela idade (médiajovens=1,256±0,188 µg/dl; médiaadultos=1,263±0,358 µg/dl ; médiageriátricos=1,500±0,263 µg/dl; p=0,066), e a TSH não é influenciada por nenhum dos fatores, na população em estudo [(médiafemeas=0,228±0,240 ng/dl; médiamachos=0,209±0,181 µg/dl; p=0,808); (médiajovens=0,136±0,078 ng/dl; médiaadultos=0,148±0,137 ng/dl; médiageriátricos=0,328±0,270 ng/dl; p=0,054)]. Em animais selvagens, o género parece também ser um fator de influência sobre a TT4 (médiafemeas=1,069±0,212 µg/dl; médiamachos=1,326±0,393 µg/dl; p=0,023), mas não na TSH (médiafemeas=0,034±0,007 ng/dl; médiamachos=0,040±0,024 ng/dl; p=0,395). A idade não tem influência estatística sobre nenhuma das hormonas na amostra selvagem, tal como na cautiva (médiajovensTT4=1,187±0,321 µg/dl; médiaadultosTT4=1,500±0,533 µg/dl; médiageriátricosTT4=1,130±0,221 µg/dl; pTT4=0,095) (médiajovensTSH=0,040±0,025 ng/dl; médiaadultosTSH=0,033±0,008 ng/dl ; médiageriátricosTSH=0,034±0,005 ng/dl; pTSH=0,630). O presente estudo possibilitou, pela primeira vez, a identificação de RI para TT4 e TSH para populações de Lince Ibérico em cativeiro e selvagens. Adicionalmente foi possível concluir que género e idade podem influenciar alguns dos parâmetros analisados, pelo que estes fatores devem ser tidos em consideração aquando da determinação das hormonas em estudo.
Descrição
Dissertation of Integrated Masters in Veterinary Medicine
Palavras-chave
Conservation , Lynx pardinus
Citação