Cirurgia laparoscópica equina: instrumental e criptorquidectomia laparoscópica em estação

Data
2014
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Descrita pela primeira vez em 1901 por Georg Kelling, a laparoscopia é uma técnica cirúrgica minimamente invasiva, que tem hoje uma plena aceitação no seio da medicina humana e veterinária. O equipamento básico necessário para realizar cirurgia laparoscópica equina inclui, um sistema ótico, um sistema de insuflação, um sistema de trocartes e um conjunto de instrumentos de mão. As particularidades inerentes a este tipo de técnica, exigem um conhecimento apropriado dos princípios fundamentais da triangulação, do alinhamento ótico-coaxial, assim como de todas as valências do equipamento laparoscópico. A cirurgia laparoscópica equina, realizada com o cavalo em três posições, em estação, sob sedação, e em decúbito dorsal ou lateral, sob anestesia geral, é atualmente aplicada como método de diagnóstico, terapêutico e prognóstico. Carateriza-se por um excelente acesso visual à cavidade abdominal, uma reduzida morbilidade pós-cirúrgica, períodos de hospitalização mínimos, um rápido retorno à atividade física normal, pequenas incisões cirúrgicas e ótimos resultados estéticos. A necessidade de uma especialização técnica e as curvas de aprendizagem prolongadas são alguns dos aspetos negativos enfatizados. Com inúmeros procedimentos cirúrgicos descritos, a criptorquidectomia laparoscópica em estação foi um dos primeiros e mais bem-sucedido. Indicada em várias situações clínicas, é atualmente realizada recorrendo maioritariamente à utilização de três portais laparoscópicos. Estes permitem uma identificação, hemostase e extração eficaz do testículo retido no abdómen, tanto em animais criptorquidios unilaterais como bilaterais. A fase crucial do procedimento é alcançar uma boa hemostase da artéria e veias testiculares, contando-se com vários métodos de hemostase descritos. O maneio pós-cirúrgico é normalmente muito simples e as complicações associadas, são frequentemente mínimas. A presente dissertação toma como objetivo principal o estudo da técnica, criptorquidectomia laparoscópica com o cavalo estação, na remoção de testículos criptorquidios abdominais. Apresenta um conjunto de 7 casos clínicos de criptorquidectomia laparoscópica equina provenientes de um estudo retrospetivo realizado na UE HCV-UAB, entre Junho de 2010 e Março de 2013. O estudo prático da técnica cirúrgica, com sucesso na resolução dos 7 casos, revela uma grande consistência de resultados com a revisão bibliográfica. Concluiu-se que a cirurgia laparoscópica equina prespetiva muitas potencialidades, cimentadas em vários procedimentos cirúrgicos, como a criptorquidectomia laparoscópica em estação, que se assume em última instância, como uma técnica alternativa de eficácia incontestável e vantagens irrefutáveis.
Described for the first time in 1901 by Georg Kelling, laparoscopy is a minimally invasive surgical technique, which is nowadays fully accepted within the medical community. The essential equipment for an equine laparoscopy surgical procedure is composed by an optic system, an insufflation system, a trocars system and a variety of hand instruments. The special features of this technique demand the perfect knowledge of triangulation principles, optical-coaxial alignment and the properties of the laparoscopic equipment. Equine laparoscopic procedures are performed with the horse in three positions: standing (sedated) and on dorsal or lateral recumbency (anesthetized). It is used as a method of diagnosis, therapeutics and prognosis. It allows an excellent visualization of the abdominal cavity, a reduced postoperative morbidity, minimal hospitalization periods, a quick return to regular physical activity, small surgical incisions and a great cosmetic result. The need for technical expertise and prolonged learning curves are some negative aspects emphasized. With various surgical procedures described, laparoscopic criptorquidectomy in station was one of the firsts to be described and one of the most successful. Indicated in a variety of clinical situations, is currently performed mainly with the use of three laparoscopic portals. These portals allow the identification, hemostasis and extraction of the testicle withheld in the abdomen, in both unilateral and bilateral cryptorchid animals. The crucial stage of the procedure is to achieve a perfect hemostasis of the testicular artery and veins, using a variety of hemostatic methods already described. Postoperative management is usually very simple and post-surgical complications are minimal or even absent. This research main goal is the study of the technique, laparoscopic criptorquidectomy with the horse in station, for the removal of intra-abdominal testes. It presents a group of 7 clinical cases of equine laparoscopic criptorquidectomy from a retrospective study in HCV-UAB EU, between June 2010 and March 2013. The use of this surgical technique, with a successful resolution of 7 cases, reveals a remarkable consistency of results with the bibliographic previous records. Equine laparoscopic surgery may prospect many potentialities, based in various surgical procedures, such as laparoscopic criptorquidectomy in station, that one assumes ultimately, as an alternative technique of undeniable effectiveness and irrefutable advantages.
Descrição
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
Palavras-chave
Laparoscopia , Criptorquidismo , Cirurgia minimamente invasiva , Cavalo em estação
Citação