Determination of coccidiostat residues in poultry eggs and muscle and its risk assessment to human health

Data
2023-11-16
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Coccidiosis, caused by Eimeria spp, still one of the major problems of the poultry industry. For the prevention and control of coccidiosis, coccidiostats are widely used as feed additives. There is an attempt in this work to provide a comprehensive discussion of the current knowledge about coccidiosis, most common coccidiostats used in poultry production and their prophylactic use. The legal aspects applicable to the use of these substances will also be addressed, as well as strategies to control residues of these substances in poultry products. It was also intended to evaluate the presence of ionophore (lasalocid, monensin, maduramicin, narasin and salinomycin) and synthetic coccidiostats (halofuginone, robenidine, decoquinate and diclazuril) residues in 101 poultry muscle samples, obtained from canteens, supermarkets and home productions, by solid-liquid extraction followed by liquid chromatography with tandem mass spectrometry (LC-MS/MS). Additionally, it was assessed the attendance of nine coccidiostats (lasalocid, maduramicin, monensin, narasin, robenidine, salinomycin, halofuginone, diclazuril and nicarbazin) in 62 egg samples obtained from home egg producers and supermarkets, located in the north and center of mainland Portugal, by ultra-high performance liquid chromatography coupled tandem mass spectrometry (UHPLC-MS/MS). As main results we observed a higher frequency of detection of synthetic compounds in eggs 90.3% and of ionophore compounds 36.6% in meat. Home raised samples showed higher detection frequency 47.1%, in poultry meat when compared to the ones that are produced by an industrial way. In eggs, the observed frequency is quite similar 91.1% in home raised samples and 89.3% in supermarket samples. As a result of consumers' concerns about veterinary drug residues in their food, many buyers of home raised meat and eggs, especially parents of small children, look for health benefits in these products. According to our findings, home raised meat and eggs may be slightly more likely to be contaminated, perhaps due to homegrown producers' lack of knowledge of using veterinary products. The obtained results suggest further surveillance is needed even though eggs and meat consumption should not adversely affect health, considering the risk analysis calculated from the results obtained during this study.
A coccidiose, causada por Eimeria spp, é ainda um sério problema da avicultura. Para a prevenção e controlo da coccidiose, os coccidiostáticos são amplamente utilizados como aditivos alimentares. Este trabalho procura fornecer uma discussão abrangente acerca do conhecimento atual sobre coccidiose, coccidiostaticos mais usados na produção avícola e seu uso profilático. Serão também abordados os aspetos legais aplicáveis ao uso destas substâncias assim como estratégias de controlo de resíduos destas substâncias em produtos avícolas. Foi avaliada a presença de resíduos de ionóforos (lasalocid, monensina, maduramicina, narasina e salinomicina) e coccidiostáticos sintéticos (halofuginona, robenidina, decoquinato e diclazuril) em 101 amostras de músculo de aves, obtidas em cantinas, supermercados e produções caseiras, por extração sólido-líquido seguida de cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massa sequencial (LC-MS/MS). Foi ainda avaliada a presença de nove coccidiostáticos (lasalocida, maduramicina, monensina, narasina, robenidina, salinomicina, halofuginona, diclazuril e nicarbazina) em 62 amostras de ovos obtidas de produtores domésticos de ovos e em supermercados, localizados no norte e centro de Portugal Continental, através da utilização da cromatografia líquida de ultra-alta performance acoplada à espectrometria de massa (UHPLC-MS/MS). Como principais resultados observámos uma maior frequência de deteção de compostos sintéticos 90.3% em ovos e de compostos ionóforos 36.6% na carne. Amostras de produção caseira apresentaram maior frequência de deteção 47.1%, em carne de frango, quando comparadas àquelas produzidas de forma industrial. Nos ovos a frequência observada foi bastante semelhante 91.1% em amostras criadas em casa e 89.3% em amostras de supermercado. Como resultado das preocupações dos consumidores sobre resíduos de medicamentos veterinários nos alimentos, muitos compradores de carne e ovos, caseiros, especialmente pais de crianças pequenas, procuram benefícios para a saúde nesses produtos. De acordo com os nossos resultados, a carne e os ovos caseiros, podem ter uma probabilidade maior de estarem contaminados, provavelmente, devido à falta de conhecimento dos produtores locais sobre o uso de produtos veterinários. Os resultados obtidos sugerem que é necessária mais vigilância, embora o consumo de ovos e carne não afete adversamente a saúde, considerando a análise de risco calculada a partir dos resultados obtidos durante este estudo.
Descrição
Palavras-chave
Coccidiosis , coccidiostats
Citação