Relação entre psicopatia, relações próximas e regulação emocional

Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Dado o caráter devastador da personalidade psicopática, torna-se imprescindível o seu estudo numa amostra de adultos. Dadas as descrições clínicas da psicopatia, que enfatizam classicamente os défices emocionais como seu constituinte central, é expectável que esta se caracterize por processos ineficazes de processamento emocional e regulação das emoções, pelo que se torna pertinente uma investigação dedicada à associação entre ambas. Deste modo, a presente investigação tem como principais objetivos: verificar a existência de diferenças de sexo e idade nas dimensões da psicopatia e das dificuldades na regulação emocional; analisar as associações entre as dimensões da psicopatia e das dificuldades na regulação emocional e testar se a psicopatia prediz as dificuldades na regulação emocional. A amostra foi constituída por 407 adultos com idades compreendidas entre os 18 e os 72 anos (M = 28,73; DP = 11,98). Foram utilizados como instrumentos um questionário sociodemográfico, a Escala de Autoavaliação da Psicopatia (SRP-III) e a Escala de Dificuldades na Regulação Emocional - Versão Reduzida (EDRE-VR). Os principais resultados sugerem que a psicopatia está positivamente associada às dificuldades na regulação emocional e que esta prediz positiva e negativamente as dificuldades na regulação emocional. Perante o exposto, verifica-se a importância da promoção de estratégias de regulação emocional e afetiva, bem como o desenvolvimento de competências como a empatia, diminuindo o desenvolvimento de traços insensíveis, impulsivos e desviantes. O estudo mostrou-se inovador, contribuindo para a expansão do conhecimento da associação existente entre a psicopatia e as dificuldades na regulação emocional.
Given the devastating nature of the psychopathic personality, its study in an adult sample is essential. Given the clinical descriptions of psychopathy, which classically emphasize emotional deficits as its central constituent, it is expected that it is characterized by ineffective processes of emotional processing and regulation of emotions, which makes an investigation dedicated to the association between both of them relevant. Thus, the present investigation has as main objectives: to verify the existence of gender and age differences in the dimensions of psychopathy and difficulties in emotion regulation; analyze the associations between the dimensions of psychopathy and difficulties in emotion regulation and test whether psychopathy predicts difficulties in emotion regulation. The sample consisted of 407 adults aged between 18 and 72 years (M = 28.73; SD = 11.98). A sociodemographic questionnaire, the Self-Report Psycopathy Scale-III (SRP-III) and The Difficulties in Emotion Regulation Scale - Short Form (DERS-SF) were used as instruments. The main results suggest that psychopathy is positively associated with difficulties in emotion regulation and that it positively and negatively predicts difficulties in emotion regulation. In view of the above, the importance of promoting emotional and affective regulation strategies is verified, as well as the development of skills such as empathy, reducing the development of insensitive, impulsive and deviant traits. The study proved to be innovative, contributing to the expansion of knowledge of the existing association between psychopathy and difficulties in emotion regulation.
Descrição
Dissertação apresentada para a obtenção do Grau de Mestre em Psicologia Clínica pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Palavras-chave
Psicopatia , regulação emocional
Citação