Início, persistência e abandono da prática desportiva dos jovens nas escolas

Data
2012
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
O objetivo deste estudo foi caracterizar os motivos para o início, persistência e abandono do jovem na prática esportiva escolar, onde descrevemos de uma maneira geral os principais motivos nesses aspectos, além de fazer uma comparação entre gêneros, modalidades (individual e coletivo), rede de ensino (privada e pública) e uma correlação com as variáveis de idade e tempo de prática. Foi utilizada uma amostra de conveniência, constituída por 212 alunos (129 homens e 83 mulheres), com idades compreendidas entre 11 e 17 anos (14,35±1,69) do ensino fundamental II e ensino médio, distribuídos entre rede pública (69 alunos) e privada (143 alunos) praticantes de varias modalidades esportivas na cidade de Campina Grande, Paraíba, Brasil. Utilizou-se o questionário de Motivos de Início, Persistência, Mudança e Abandono desportivos MIMCA-BR (Carmo et al., 2007), onde para o nosso estudo foi abordando apenas três momentos da vida esportiva: início, persistência e abandono. Para a analise estatística foi utilizado o teste não paramétrico de Mann-Whitney para comparar as variáveis independentes e no estudo das correlações, se aplicou o coeficiente de correlação de Spearman, onde se avaliou a associação das variáveis de idade e tempo de prática. Foi adotado o nível de significância de p<0,05. Constatou-se que os principais motivos para o início desportivo foram diversão (3,96±1,48), competir (3,41±2,16) e manter boa forma (3,19±2,35) e para persistência, o bom relacionamento com treinador (3,99±1,30), melhora da imagem física (3,86±1,26) e o incentivo do treinador (3,8±1,32) e para um possível abandono, as lesões (3,05±1,52) e os estudos/trabalhos (2,97±1,48). Para a análise comparativa segundo o gênero, verificamos que existem diferenças significativas nas subescalas de início (p=0,001) e persistência (p=0,001), onde os meninos apresentam valores superiores para os motivos encontrados, para a subescala de abandono não tivemos diferenças significativas. Em relação à rede de ensino, também verificamos a existência de diferenças significativas nas subescalas de início (p=0,000) e persistência (p=0,000), onde os alunos da rede pública apresentam valores superiores nos motivos relevantes e novamente para subescala de abandono não tivemos diferenças significativas. E para as modalidades (individuais e coletivas), encontramos diferenças significativas para a subescala de inicio (p=0,002), com valores superiores nos seguintes motivos para os alunos das modalidades individuais. Para subescala de persistência, também encontramos diferenças estatisticamente significativas (p=0,000), onde na maioria dos motivos tivemos valores superiores para os alunos das modalidades individuais, com exceção para um motivo, que teve valor superior para os alunos das modalidades coletivas e para a subescala de abandono encontramos uma diferença estatisticamente significativa (p=0,007), com valor superior para os alunos das modalidades coletivas. Para as análises de correlação com idade e tempo de prática, concluímos que existem vários fatores fracamente associados, ou seja, com uma correlação positiva, com exceção de um fator de abandono, onde mostrou uma associação negativa. Assim podemos ver que com o amadurecimento e com o tempo de prática esportiva, os jovens tendem a ter um aumento na consciência motivacional. Novos estudos poderiam ser conduzidos em uma amostra representativa da população dos praticantes, a fim de criar modelos de orientação e de educação a prática regular do desporto escolar.
The aim of this study was to characterize the reasons for the start, persistence and abandonment of the young sports in school, in which we describe generally the main reasons these aspects, in addition to making a comparison between genders, modalities (individual and collective), educational network (public and private) and a correlation with the variables of age and years of practice. It was used a convenience sample consisting of 212 students (129 men and 83 women), aged between 11 and 17 years (14.35 ± 1.69) from level II elementary school and middle school, distributed among public schools (69 students) and private (143 students), who practice various sportive modalities in the city of Campina Grande, Paraíba, Brazil. It was used the questionnaire of Reasons for Start, Persistence, Change and Abandonment for Sport MIMCA-BR (Carmo et al., 2007), in which for our study was approached only three moments in sporting life: beginning persistence and abandonment. In order to statistical analysis we used the non-parametric test of Mann-Whitney for comparing the independent variables and for studying the correlations, was applied the correlation coefficient of Spearman, which evaluated the association of the variables of age and years of practice. It was adopted a significance level of p <0.05. It was found that the main reasons to start sports were to have fun (3.96 ± 1.48), to compete (3.41 ± 2.16) and maintain good form (3.19 ± 2.35) and for persistence, good relationship with coach (3.99 ± 1.30), improvement of physical image (3.86 ± 1.26) and the encouragement of the coach (3.8 ± 1.32) and a possible abandonment, injuries (3.05 ± 1.52) and the studies / work (2.97 ± 1.48). For comparative analysis according to gender, we found that significant differences exist in the subscales of onset (p = 0.001) and persistence (p = 0.001), where boys show higher values for the motifs found. For the subscale of abandonment there were no significant differences. Regarding the school system was also checked for differences in the subscales of onset (p = 0.000) and persistence (p = 0.000), in which the public school students have higher values in the relevant reasons and again at subscale of abandonment had no significant differences. And for the modalities (individual and collective), we found significant differences for the home subscale (p = 0.002), with higher values in the following reasons for students of individual modalities. For the subscale of persistence, we also found statistically significant differences (p = 0.000), in which the majority of the reasons it was obtained higher values from individual sport students, except for a reason that had superior value to students of collective modalities and for the subscale of abandonment we found a statistically significant difference (p = 0.007), with a higher value for students of ollective modalities. For the analysis of correlation between age and length of practice, we conclude that there are several factors weakly associated, other words, with a positive correlation, except for a factor of abandonment, which showed a negative association. Thus we can see that with maturation, as well as the time of playing sports, young people tend to have an increased motivational awareness. Further studies could be conducted in a representative sample of the population of practitioners in order to create models of guidance and education to regular practice of school sports.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Educação Física e Desporto, especialização em Desenvolvimento da Criança
Palavras-chave
Prática desportiva , Jovens
Citação