Avaliação do impacto da polimedicação nas verbas diárias de internamento nas unidades de longa duração e manutenção

Data
2010
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A falência dos estados de providência obriga a que seja efectuada uma reflexão e análise cuidada de todo o campo da saúde para que a sua sustentabilidade seja possível. Em Portugal verifica-se, como em toda a Europa, um progressivo envelhecimento da população, consequência do aumento da esperança média de vida e da baixa natalidade. Considera-se haver polimedicação quando há uso desnecessário de pelo menos um medicamento ou presença de cinco ou mais fármacos em associação. O quadro conceptual que construímos para este estudo procurou articular o facto dos utentes cada vez mais imputarem custos crescentes ao SNS e esses custos poderem estar a colocar em causa a sustentabilidade da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados. Neste pressuposto, e tendo em conta que a Polimedicação tem vindo a constituir-se como um problema nas doenças crónicas devido ao aumento dos custos dos cuidados de saúde e que a sustentabilidade de uma Unidade de Longa Duração e Manutenção (RNCCI) tem vindo a ser posta em causa, definimos para este estudo de caso o seguinte problema: «Avaliação do Impacto da Polimedicação nas verbas diárias de internamento imputadas a uma Unidade de Longa Duração e Manutenção». Com este estudo de caso, de natureza exploratória, definiram-se objectivos gerais (dois) e objectivos específicos (treze), tendo o trabalho sido estruturado em cinco capítulos. Com base no objectivo geral e nas questões que elaborámos para servir de orientação a esta pesquisa, procurámos seleccionar uma população que constasse de utentes admitidos na Unidade de Longa Duração e Manutenção Dona Elvira da Câmara Lopes – Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso, inserida na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados. Do universo de 65 utentes, admitidos de 22 de Junho de 2010 a 15 de Novembro de 2010, foram obtidos 65 questionários (100%). Este estudo mostra que existe polimedicação major nesta população, nomeadamente uma média de 6 medicamentos prescritos por utente, significativamente acima do que tem sido sugerido por outros estudos. Fazendo o cálculo, em função de 10€ de verba diária atribuída, obtém-se a percentagem significativa de 37% de impacto na verba imputada pelo Estado. Sabendo que o restante valor diz respeito a tratamentos com material de penso e meios complementares de diagnóstico, por norma situações mais dispendiosas, não parece ser uma situação favorável ao desempenho de prestação de cuidados de saúde em qualidade, sem que haja a intenção de reduzir ou conter custos. No entanto, a especificidade da população estudada (doença de evolução prolongada, pluripatologia, polimedicação) é uma limitação à generalização dos resultados. Assim, sugere-se a necessidade de compreender os padrões de prescrição noutros contextos, assim como, a necessidade de avaliação das razões/motivos que levam à prescrição de mais do que um fármaco.
The failure of the welfare states inputs the obligation to undertake a careful analysis and reflection of the whole health system sustainability. In Portugal there is, as elsewhere in Europe, a progressive aging of the population, a consequence of increased life expectancy and low birth rate. Polypharmacy is considered to exist when there is unnecessary use of at least one drug or the presence of five or more drugs in combination. The conceptual framework that we built for this study sought to articulate the fact that users increasingly allocate costs to the NHS and increasing those costs could be putting into question the sustainability of the National Network for Continuous Care. On this assumption, and taking into account that the Polypharmacy has been constituted as a problem in chronic diseases, due to rising costs of health care, and the Long Term Care Unit sustainability has been challenged to define for this case study the following problem: "Assessing the Impact of Polypharmacy in daily amounts charged to an inpatient unit and Long Term Care." With this case study, an exploratory general objectives were defined (two) and specific objectives (thirteen), and the work was structured in five chapters. Based on the overall objective and the issues that we have worked to provide guidance to this research, we tried to select a population that consists of users admitted into the Long Term Care facillities Dona Elvira da Câmara Lopes - Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso, inserted in the National Network for Continuous Care. The universe of 65 users, accepted 22 June 2010 to November 15, 2010, 65 questionnaires were obtained (100%). This study shows that there is major polypharmacy in this population, namely an average of six prescription drugs per user, supported above what has been suggested by other studies. Doing the calculation, depending on the amount of € 10 given daily, you get the high percentage of 37% impact on the budget allocated by the state. Knowing that the remaining amount relates to treatments with injury treatment material and complementary means of diagnosis, usually more costly situations, there seems to be a favorable situation for the performance of health care quality, without the intention to reduce or contain costs. However, the specificity of the study population (disease of long duration, multiple pathologies, polypharmacy) is a limitation to generalizing these results. Thus, we suggest the need to understand the prescribing patterns in other contexts as well as the need to assess the reasons / motives that lead to prescribing more than one drug.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Gestão dos Serviços de Saúde
Palavras-chave
Unidade de Longa Duração e Manutenção , Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados , Polimedicação
Citação