O doseamento de IgE sérica para alergénios moleculares major será vantajoso e/ou modificará a decisão de iniciar imunoterapia específica?

Data
2015
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A alergia é uma reação exagerada do sistema imunitário contra alergénios, que normalmente resulta de uma reação IgE mediada, havendo probabilidade de desenvolvimento de doenças alérgicas respiratórias tais como rinite, asma, entre outras. Na região de Trás-os-Montes e Alto Douro é frequente a alergia a ácaros e a pólenes. O ácaro mais prevalente é o Dermatophagoides pteronyssinus e os pólenes são as gramíneas e a oliveira. O diagnóstico da doença alérgica é essencial para a instituição de uma terapia adequada. A Imunoterapia Específica (IT), que é uma arma importante no tratamento da alergia respiratória em casos selecionados, é o único tratamento capaz de não apenas melhorar a sintomatologia e reduzir a necessidade de terapêutica, como também de alterar a história natural da doença alérgica. Dado que a IT atualmente comercializada encontra-se estandardizada apenas para os alergénios major, pretende-se, com este estudo, perceber se o doseamento dos alergénios moleculares major terá vantagem e/ou modificará a decisão de iniciar IT em doentes sensibilizados para Dermatophagoides pteronyssinus ou para pólenes de gramíneas e/ou oliveira. Foram incluídos no estudo os doentes com asma e/ou rinite que recorreram à primeira consulta de alergologia pediátrica no período de tempo compreendido entre Janeiro de 2013 e Dezembro de 2014 com os seguintes critérios de inclusão: 1) Prick-teste positivo para Dermatophagoides pteronyssinus ou positivo para gramíneas e/ou oliveira; 2) Doença clinicamente relevante, mesmo sob terapêutica habitual. Foi colhido sangue para doseamento por Imunoensaio Fluoroenzimático (FEIA) de Der p 1, Der p 2, Phl p 1, Phl p 5 e Ole e 1. Considerou-se negativo todo o valor <0,35 KUA/L, e os valores positivos foram agrupados nos seguintes grupos: baixo (0.35-0.7), moderado (0.7-3.5), elevado (3.5-17.5) e muito elevado (>17.5). Foram incluídos no estudo 112 doentes, 75 (67%) do sexo masculino e 37 (33%) do sexo feminino, com idades entre os 4 e os 18 anos. Setenta e oito (70%) apresentavam história familiar de alergia, 65 (58%) tinham asma e rinite, 46 (41%) apenas rinite e uma (1%) criança tinha só asma. Verificou-se que 71/112 (63%) tinham prick-teste positivo para Dermatophagoides pteronyssinus e 41/112 (37%) para pólenes de gramíneas e/ou oliveira. Dos 71 doentes alérgicos a ácaros, 56/71 (79%) apresentaram doseamento de Der p 1/ Der p 2 positivo (dos quais 46/56 muito elevados ou elevados) e 15/71 (21%) negativo (ou seja, este último grupo sem indicação para IT). Quanto aos 41 doentes sensibilizados para pólenes, é de salientar que dos 28 doentes com prick-teste simultaneamente positivo para mistura de pólenes de gramíneas e oliveira, 9/28 (32%) doentes apresentaram doseamento negativo para Ole e 1 e positivo para Phl p 1 e p 5; ou seja, neste grupo de doentes o doseamento dos alergénios moleculares major foi útil porque permitiu prescrever uma IT mais adequada. Atendendo ao facto de a IT atualmente comercializada estar estandardizada apenas para os alergénios major, conclui-se com o presente estudo que, nos doentes com indicação clínica para IT, poderá haver vantagem em se dosear previamente os alergénios moleculares major para decidir iniciar e escolher uma IT mais adequada.
Allergy is an over-reaction of the immune system against allergens, which usually results from an IgE-mediated reaction, with probability of developing respiratory allergic diseases such as rhinitis, asthma, among others. In the region of Trás-os-Montes and Alto Douro is frequent allergy to mites and pollens. The most prevalent mite is the house dust mite Dermatophagoides pteronyssinus and pollen are grass and olive trees. The diagnosis of allergic disease is essential for the institution of appropriate therapy. Specific Immunotherapy (SIT), which is an important weapon in the treatment of respiratory allergy in selected cases, is the only treatment capable of not only improving the symptoms and reduce the need for therapy, but also to alter the natural course of allergic disease. Since the SIT currently marketed is standardized only for major allergens, it is intended, with this study, realize if the determination of molecular major allergens will lead and/or modify the decision to start SIT in patients sensitized to Dermatophagoides pteronyssinus or to grass pollens and/or olive. The study included patients with asthma and/or rhinitis who resorted to first pediatric allergy consultation in the period between January 2013 and December 2014 with the following inclusion criteria: 1) positive skin prick-test to Dermatophagoides pteronyssinus or positive for grass and/or tree; 2) clinically relevant disease, even under conventional therapy. Blood samples were taken for determination by Immunoassay Fluoroenzimatic (FEIA) of Der p 1, Der p 2, Phl p 1, Phl p 5 and Ole e 1. It was considered negative all the value <0.35 KUA/L, and positive values were grouped into the following groups: low (0.35-0.7), moderate (0.7-3.5), high (3.5-17.5) and very high (> 17.5). The study included 112 patients, 75 (67%) males and 37 (33%) were female, aged between 4 and 18 years. Seventy-eight (70%) had a family history of allergy, 65 (58%) had asthma and rhinitis, 46 (41%) only rhinitis and only one (1%) children had only asthma. It was found that 71/112 (63%) had positive prick-test to house dust mite Dermatophagoides pteronyssinus and 41/112 (37%) to grass pollens and/or olive. Of the 71 patients allergic to mites, 56/71 (79%) of dosing Der p 1/p 2 positive (of which high or very high 46/56) and 15/71 (21%) negative (ie, the latter group with no indication for SIT). As for the 41 patients sensitized to pollens, it is noteworthy that of the 28 patients with both positive prick-test to pollens mixture of grasses and olive, 9/28 (32%) patients had negative determination for Ole e 1 and positive for Phl p 1 and p 5; ie in this group of patients the determination of molecular major allergens was useful because it allowed prescribe an SIT most appropriate. Given the fact that the SIT currently marketed be standardized only for major allergens, concludes with this study that, in patients with clinical indication for SIT, there may be advantage in pre-dose the molecular allergens major to decide to start and then choose one SIT most suitable.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Biologia Clínica e Laboratorial
Palavras-chave
Imunoterapia (específica) , Imunoglobulina E. , Alergénios moleculares major
Citação