Transferência de embriões em equinos: estudo de fatores que influenciam o sucesso da técnica

Data
2018-04-17
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A eficácia de um programa de TE está dependente de inúmeros fatores pelo que se torna importante identificar aqueles que exercem uma influência negativa, por forma a minimizá-los. Este trabalho teve como objetivo avaliar as diferenças entre as proporções da taxa de recolha embrionária, de gestação aos 12 e 24 dias e de mortalidade embrionária, por forma a identificar e relacionar a influência que certos fatores relacionados com esta biotecnologia reprodutiva exercem sobre as mesmas. O presente estudo foi realizado num Centro de Reprodução Equina situado em Portugal (Embriovet ®), entre 1 de Fevereiro e 31 de Julho de 2017. Foram realizadas 69 recolhas embrionárias em éguas da raça Puro-Sangue Lusitano, das quais resultou a recolha de 33 embriões, sendo que 32 foram posteriormente transferidos para éguas da mesma raça. A taxa de recolha embrionária foi de 47,8% (33/69), a taxa de gestação aos 12 dias foi de 65,6% (21/32), aos 24 foi de 50% (16/32) e a taxa de mortalidade embrionária foi de 15,6% (5/32). Para realizar a apreciação da influência na taxa de recolha embrionária foram consideradas as seguintes variáveis: (a) idade da dadora, (b) ovário ovulatório (esquerdo ou direito), (c) tipo de ovulação, (d) existência de patologia uterina prévia da dadora, (e) presença de endometrite pós-cobrição, (f) existência de partos anteriores, (g) idade do garanhão, (h) método de criopreservação do sémen, (i) momento da inseminação relativamente ao momento da ovulação, (j) dia da recolha do embrião e, (k) altura da época reprodutiva. Para avaliar a influência na taxa de gestação aos 12 e aos 24 dias, e na taxa de mortalidade embrionária foram analisadas as seguintes variáveis: (l) qualidade morfológica do embrião, (m) idade da recetora, (n) existência de patologia uterina prévia da recetora, (o) existência de partos anteriores, (p) dia pósovulação da recetora em que a TE foi realizada, (q) sincronia da recetora com a dadora, (r) ciclo éstrico utilizado para realizar a TE. A influência das variáveis dependentes foi avaliada através da comparação de proporções com recurso aos testes de Qui quadrado e exato de Fisher, bem como através da comparação de medianas com o uso do teste U de Mann-Whitney. As diferenças foram consideradas estatisticamente significativas quando p <0,05. O tipo de ovulação influenciou a taxa de recolha embrionária, em que ovulações duplas levaram a um aumento da taxa (p <0,05), o que, embora pareça demasiado previsível, revelou um bom aproveitamento das ovulações. Relativamente às diferenças não significativas, podemos aferir que se deve à qualidade e semelhança dos animais presentes no estudo. A qualidade morfológica de embriões de grau 1 foi responsável pelo decréscimo da morte embrionária e pelo aumento da taxa de gestação aos 24 dias. Relativamente à sincronia da recetora com a dadora, verificou-se associação estatisticamente significativa entre a positividade no diagnóstico de gestação aos 24 dias e a mediana dos valores de sincronia, e, inversamente, entre sincronia e morte embrionária. Para as restantes variáveis não foram reveladas diferenças significativas, o que pode justificar estudos futuros realizados com uma maior amostra populacional.
The effectiveness of an Embryo Transfer program relies on many factors, so it is important to identify those who have a negative impact in order to minimize them. The objective of this study was to evaluate the differences between the rates of embryo collection, gestation at 12 and 24 days and embryo mortality in order to identify and relate the influence that certain factors related to this reproductive biotechnology have on them. This study was carried out at an Equine Reproduction Center located in Portugal (Embriovet ®), between February 1 and July 31 of 2017. 69 embryo collections were carried out in Puro-Sangue Lusitano mares, resulting in the collection of 33 embryos, 32 of which were later transferred to mares of the same breed. The embryo collection rate was 47.8% (33/69), the gestation rate at 12 days was 65.6% (21/32), at 24 it was 50% (16/32) and the rate of embryonic mortality was 15.6% (5/32). In order to evaluate the influence on the embryo collection rate, the following variables were considered: (a) age of donor, (b) ovulation ovary (left or right), (c) ovulation type, (d) previous uterine pathology (g) age of the stallion, (h) method of cryopreservation of semen, (i) moment of insemination relative to the moment of ovulation, (e) the presence of post-breeding endometritis, j) day of collection of the embryo and, k) height of the reproductive season. The following variables were analyzed to assess the influence on pregnancy rate at 12 and 24 days, and on embryo mortality rate: (1) morphological quality of the embryo, (m) age of the recipient, (n) existence of previous uterine pathology of the recipient, (o) the existence of previous deliveries, (p) post-ovulation day of the recipient in which the ET was performed, (q) synchronization of the recipient with the donor, (r) estrous cycle used to perform the ET. The influence of the dependent variables was assessed by comparing proportions using Chi-square and Fisher exact tests, as well as by comparing medians with the use of the Mann-Whitney U test. Differences were considered statistically significant when p <0.05. The type of ovulation influenced the rate of embryo collection, in which double ovulations led to an increase in the rate (p <0.05), which, although it seems too predictable, demonstrated a good exploitation of ovulations. Regarding the non-significant differences, we can verify that it is due to the quality and similarity of the animals presente in the study. The morphological quality of grade 1 embryos was responsible for the decrease in embryonic death and the increase in the gestation rate at 24 days. Concerning the synchronization of the recipient with the donor, there was a statistically significant association between the positivity in the gestation diagnosis at 24 days and the median of the synchrony values, and, conversely, between synchrony and embryonic death. For the remaining variables, no significant differences were found, which may justify future studies performed with a larger population sample.
Descrição
Palavras-chave
Embrião , Transferência de embriões , Taxa de recolha embrionária , Taxa de gestação , Taxa de mortalidade embrionária
Citação