Efeito da suplementação alimentar na criação e performance de abelhas rainhas Apis Mellifera

Data
2017-05-26
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A suplementação alimentar é uma prática empírica que os apicultores utilizam, com o pressuposto de que assim aumentam o número de rainhas produzidas e melhoram a sua qualidade. Dado o impacto que a rainha parece ter no desempenho de uma colónia, é de grande utilidade verificar a validade de tal pressuposto de preferência num leque alargado de condições experimentais. Este estudo, de natureza exploratória, procurou implementar metodologias e obter informação sobre um número amplo de variáveis relacionadas com a eficiência de produção de rainhas bem como do seu futuro desempenho em função da suplementação alimentar. Utilizou-se para o efeito 5 colónias criadeiras, 4 das quais suplementadas com solução de sacarose (50%), solução de sacarose + Promotor, solução de sacarose + Levedura, solução de sacarose + Pólen e outra como Controlo, nas quais, entre maio e setembro de 2016, se realizaram 7 réplicas de produção de rainhas, utilizando o método de Cloake. A transferência larvar foi realizada com larvas de 2 linhagens diferentes de abelhas, uma da raça Ibérica e outra de uma linhagem Híbrida (Apis mellifera ligústica X A. m. iberiensis). Mediram-se as eficiências de construção de alvéolos reais, de nascimento das rainhas e sua aceitação, quando introduzidas em nucléolos de fecundação. Pretendeu-se ainda verificar a existência de uma eventual relação entre o peso ao nascimento das rainhas e o seu desempenho produtivo avaliado pela quantificação da área de criação e compactidade da mesma ao 15º dia após introdução (18º dia de idade). De um total 990 transferências larvares realizadas, obtiveram-se 625 alvéolos reais, dos quais, nasceram 385 rainhas. Foram introduzidas 185 rainhas nos nucléolos de fecundação tendo sido aceites 164 (89%). Os resultados obtidos apresentaram diferenças significativas (P<0,05) entre réplicas para todas as variáveis em estudo. Por outro lado, não se observaram diferenças significativas entre suplementos nutricionais para a eficiência de nascimentos (P>0,05), nem para a aceitação das rainhas (P>0,05). Contudo, o maior valor para a eficiência média de nascimentos foi obtido no Controlo (47%) e o menor valor com a suplementação de levedura (28%). As rainhas produzidas com suplementação com pólen apresentaram um peso médio ao nascimento significativamente (P<0,05 – Teste t) menor do que as produzidas sem suplementação. Uma vez que a linhagem Hibrida só foi estudada nas réplicas 6 e 7 apenas nestas se fez comparação entre linhagens, tendo-se verificado uma diferença significativa (P<0,05), com 42% de nascimentos para linhagem Híbrida e 60% para a raça Ibérica. Não se observaram diferenças significativas (P>0,05) no peso à nascença entre linhagens de abelhas. A aceitação média de rainhas da linhagem Híbrida (84%) foi menor do que na raça Ibérica (91%), sendo a diferença não significativa (P>0,05). Estes resultados divergem daquilo que é a convicção dos apicultores portugueses que referem uma aceitação de rainhas de raças exóticas menor do que nas autóctones. O desempenho de postura foi avaliado num total 52 rainhas (37 da raça Ibérica e 15 da linhagem Híbrida), tendo-se observado um efeito significativo (P<0,05) do suplemento alimentar no desempenho das rainhas. As rainhas produzidas na colónia suplementada com pólen apresentaram um valor médio de área de postura significativamente (P<0,05) superior as obtidas na suplementação com Sacarose e com Promotor. Já relativamente à compactidade observou-se um efeito depressivo significativo (P<0,05) para as rainhas produzidas na colónia suplementada com levedura. Embora na suplementação com pólen se tenha obtido o valor mais alto de compactidade a diferença não foi significativa (P>0,05). Não se observaram valores significativos (P>0,05) de correlação entre o peso das rainhas à nascença e o desempenho de postura ao 15º dia. Estes resultados questionam a utilidade deste parâmetro como indicador do futuro desempenho da rainha, apesar de dizerem respeito apenas ao período inicial de postura.
Dietary supplementation is an empirical practice that beekeepers use, with the assumption that it increases the number of queens produced and that it improves their quality. Given the impact that the queen appears to have on the performance of a colony, it is useful to verify the validity of such assumption preferably in a wide range of experimental conditions. This exploratory study attempted to implement methodologies and obtain information on a large number of variables related to the efficiency of queen production as well as its future performance in relation to a dietary supplementation. Five breeding colonies were used, four of which were supplemented with sucrose solution (50%), sucrose solution + Promoter, sucrose solution + Yeast, sucrose solution + Pollen and another as Control, in which, between May and September 2016, seven replicates of queen production were performed using the Cloake method. The picking was done with larvae of two different bee lines, one of the Iberian breed and the other of a Hybrid line (Apis mellifera ligustica X Apis mellifera iberiensis). The efficiencies of building real alveoli, of queens births and their acceptance, were measured when introduced into fertilization nucleoli. It was also intended to verify the existence of a possible relation between the queen’s birth weight and their productive performance evaluated by the quantification of the creation area and compactness of the same on the 15th day after introduction (18th day of age). Of a total of 990 translarvae performed, 625 royal alveoli were obtained, of which 385 queens were born. Were introduced 185 queens into the fertilization nucleoli, from which 164 (89%) were accepted. The obtained results presented significant differences (P<0.05) between replicates for all the variables under study. On the other hand, no significant differences were observed between nutritional supplements for birth efficiency (P>0.05) nor for queens acceptance (P>0.05). However, the highest value for average birth efficiency was obtained in the Control sample (47%) and the lowest value was obtained with yeast supplementation (28%). The queens produced with pollen supplementation had a significantly lower average birth weight (P<0.05 - Test t) than those produced without supplementation. Since the Hybrid lines were only studied in replicates 6 and 7, only in these ones the lines were compared, resulting in a significant difference (P<0.05), with 42% of births to the Hybrid line and 60% to Iberian breed. There were no significant differences (P>0.05) in birth weight among bee lines. The average acceptance of queens of the Hybrid line (84%) was higher than that of the Iberian breed (65%), thus being a significant difference (P<0.05). These results differ from what the Portuguese beekeepers believe and who report a smaller acceptance of queens of exotic races than in the native ones. The performance of posture was evaluated in a total of 52 queens (37 from the Iberian breed and 15 from the Hybrid line), and a significant effect (P<0.05) of the dietary supplement on the performance of the queens was observed. The queens produced in the colony supplemented with pollen had an average value of posture area significantly (P<0.05) higher to those obtained in Sucrose and Promoter supplementation. Regarding the compactness, a significant depressive effect (P<0.05) was observed for queens produced in the colony supplemented with yeast. Although the highest value of compactness was obtained in pollen supplementation, the difference was not significant (P>0.05). There were no significant values (P>0.05) for the correlation between queens weight at birth and posture performance at the 15th day. These results question the usefulness of this parameter as a future indicator of the queen's performance, although they only refer to the initial period of posture.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Engenharia Agronómica
Palavras-chave
Alimentação artificial , Apicultura , Desempenho , Peso , Criação de rainhas
Citação