Intenção Empreendedora dos Alunos do Ensino Secundário: Estudo aplicado aos alunos dos cursos de carácter geral e cursos profissionais

Data
2011
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
O empreendedorismo é, actualmente, a palavra de ordem versada em muitos discursos. A sua importância atingiu uma escala global, assistindo-se a uma valorização crescente do comportamento empreendedor. Os modelos baseados na intenção empreendedora têm sido apontados como a melhor forma de prever a actividade empresarial (Krueger & Carsrud, 1993), uma vez que as intenções são consideradas antecedentes imediatos do comportamento real (Ajzen, 1991). Neste contexto, o objectivo central deste estudo é contribuir para a investigação na área da intenção empreendedora, promovendo uma maior compreensão dos factores que precedem a formação dessa intenção (de ordem psicológica, demográfica e comportamental). Tendo por base a Theory of Planned Behaviour como instrumento de aferição dessa intenção, interrogamo-nos, particularmente, sobre o papel da educação para o empreendedorismo na construção da intenção empreendedora dos alunos do ensino secundário dos cursos de carácter geral e cursos profissionais. A metodologia empregue consistiu na recolha de informação primária via inquérito, aplicado a estudantes do ensino secundário dos cursos de carácter geral e cursos profissionais. Com o intuito de determinar as relações causais entre os diversos constructos, recorremos ao software IBM AMOS 19 para análise de modelos de equações estruturais. Os resultados permitiram concluir que a intenção empreendedora dos alunos do ensino secundário é influenciada por factores demográficos, psicológicos e comportamentais. A relação entre a educação para o empreendedorismo e a intenção empreendedora não foi estabelecida neste estudo, indicando a necessidade de se reestruturar as políticas existentes neste campo.
Entrepreneurship is now the watchword versed in many speeches. Its importance has reached a global scale, and it has been witnessing a growing appreciation of entrepreneurial behaviour. Models based on entrepreneurial intention have been described as the best way to predict the enterprise activity (Krueger & Carsrud, 1993), since the intentions are considered immediate antecedents of actual behavior (Ajzen, 1991). In this context, the main purpose of this study is to contribute to the research in the area of entrepreneurial intention, promoting a greater understanding of the factors that precede the formation of that intention (psychological, demographic and behavioural factors). Based on the Theory of Planned Behaviour as a measuring tool of this intention, we ask ourselves, particularly about the role of entrepreneurship education in building the entrepreneurial intention of students of general and vocational courses in secondary school. The used methodology was the collection of primary information through a questionnaire survey, administered to students of general and vocational courses in secondary school. In order to determine the causal relationships among different constructs, IBM AMOS 19 structural equation models (SEM) were employed. The results showed that the entrepreneurial intention of high school students is influenced by demographic, behavioural and psychological factors. The relationship between entrepreneurship education and entrepreneurial intention was not established in this study, indicating the need to restructure the existing policies in this field.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Gestão
Palavras-chave
Intenção empreendedora , Theory of Planned Behaviour , Educação para o empreendedorismo, , Ensino secundário.
Citação