Efeito do enriquecimento ambiental no comportamento de tigres (Panthera tigris) em cativeiro

Data
2017-06-06
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
O enriquecimento permite aumentar a complexidade do ambiente em cativeiro e possivelmente aumentar o bem-estar animal, através da estimulação de comportamentos ativos e específicos da espécie, permitindo também reduzir os comportamentos estereotipados comuns em felinos alojados em zoos. O presente estudo analisou o efeito do enriquecimento ambiental nos padrões de comportamento em três tigres (Panthera tigris) alojados em cativeiro no Zoo da Maia. Neste estudo foram adicionados dois períodos diferentes de enriquecimento: sensorial olfativo (E1) e ocupacional (E2). Em cada um dos enriquecimentos, 2 itens foram colocados no recinto exterior dos felinos com o objetivo de avaliar os efeitos nos níveis de atividade, diversidade comportamental e estereotipias. Cada um dos enriquecimentos teve a duração de 10 dias, sendo apresentado aos animais como enriquecimento canela em pó, fezes de ungulados (E1); blocos de peixe congelado e um poste de madeira com um saco de sarapilheira pendurado (E2). Foram registados 38 comportamentos e agrupados em categorias 9; a frequência média de cada comportamento para o geral dos animais foi comparada antes (baseline), durante (E1, E2) e após as fases enriquecimentos (após E). O enriquecimento resultou num aumento significativo na frequência das categorias exploração, alimentar e locomoção. Não se observaram diferenças significativas na estereotipia pacing perante o efeito enriquecimento, talvez devido ao reduzido tamanho da amostra ou reduzida frequência inicial deste comportamento. No entanto, o enriquecimento diminuiu a frequência de comportamentos relativos a interações agonísticas. Em conclusão, a canela, as fezes de ungulados, os blocos de gelo com peixe e o poste com saco de sarapilheira no topo são itens de enriquecimentos baratos e fáceis de introduzir nos recintos, que podem aumentar os comportamentos ativos e melhorar o bem-estar de tigres em cativeiro.
Enrichment can increase the complexity of the captive environment and possibly enhance captive animal’s welfare by stimulating active and species specific’s behaviours and also reducing stereotypical behaviours commonly seen in zoo felids. The presente study examined the effect of environmental enrichment on behavior patterns of three captive tigers (Panthera tigris) housed in Zoo da Maia. In this study, two different enrichment time periods: olfactory (E1) and occupational (E2). To each enrichment 2 items were added to outdoor enclosures of felids to test their effects on activity levels, behavior’s diversity and stereotypic pacing. The cinnamon, ungulate feces (E1) and frozen fish balls and a wooden pole with burlap sack on the top (E2) were presented over a 10 days period to the animals. The 38 behaviours were grouped into 9 categories; the mean frequency that the animals present to each behavior was compared before (baseline), during (E1, E2) and after enrichment treatment (após E). The enrichment resulted in a significant increase of frequency in exploratory, feeding and locomotor categories. A significant difference in stereotypic pacing was not observed across treatment, perhaps due to the small sample number or the diminished frequency of this behavior. However, the enrichment decrease the frequency of agonistic behaviors. In conclusion, cinnamon, ungulate feces, frozen fish balls and wooden pole with burlap sack on the top are inexpensive and easy to administer enrichment items that may be used to increase active behaviors and improve the welfare of captive tigers.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Engenharia Zootécnica
Palavras-chave
Animal de jardim zoológico , Maia (Distrito do Porto, Portugal) , Cativeiro , Comportamento , Bem estar animal , Tigre , Enriquecimento ambiental
Citação