Módulo de Navegação para Cegos (Smartvision)

Data
2011
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Dados da Organização Mundial de Saúde (World Health Organization, 2010) conjugados com informações demográficas apresentadas no relatório da população mundial pela Population Reference Bureau (Population Reference Bureau, 2010) revelam que, mais de 314 milhões de pessoas, ou seja, cerca de 4.6% da população mundial, possuem algum tipo de incapacidade visual, dos quais 45 milhões, cerca de 0.7% da população mundial, são cegas. Pessoas com estas deficiências podem encontrar sérias barreiras à mobilidade quando desejam deslocar-se num dado ambiente. Para ajudá-las, é inviável recorrer a sistemas de apoio à navegação para o público em geral, uma vez que estes não acompanham um cego de forma regular e efectiva para o manter aproximado a uma determinada rota ou para o ajudar a evitar os obstáculos durante o percurso. Uma resposta mais orientada surge com a criação dos sistemas de navegação para cegos, mas mesmo estes, não dispensam a utilização das rudimentares bengalas, dos dispendiosos cães guia ou outros meios complementares de auxílio. O SmartVision é um sistema de apoio à navegação para cegos, que está a ser desenvolvido na UTAD e que propõe algumas soluções inovadoras para lidar com as lacunas atrás mencionadas. Foi pensado para planear rotas, dar informações de pontos de interesse nas vizinhanças do utilizador e orientá-lo até ao destino de forma dedicada persistente e detalhada. Estas tarefas são implementadas num módulo, o módulo de navegação, que garante o fornecimento da informação de forma contínua e com um nível de detalhe necessário para que o cego atinja com sucesso o destino desejado. Este trabalho, visa apresentar o módulo de navegação do SmartVision, responsável por planear rotas e orientar cegos segundo as mesmas. Durante esta exposição, serão abordados vários algoritmos para o cálculo da rota, algumas formas de orientar o cego, tecnologias associadas à navegação e sistemas similares para cegos e não cegos. Será, também, apresentado o SmartVision e o enquadramento do módulo de navegação no projecto. Por último, mostrar-se-á a especificação e implementação do referido módulo, bem como os resultados dos testes realizados com pessoas para apurar como respondem estas ao módulo em funcionamento.
Data from the World Health Organization (World Health Organization, 2010) in conjunction with demographic information presented in the report of the world population by the Population Reference Bureau (Population Reference Bureau, 2010) reveal that more than 314 million people, or about 4.6 % of world population, have some kind of visual impairment, of whom 45 million, about 0.7% of world population, are blind. People with these disabilities can face serious barriers to mobility when they want to move in a given environment. To help them, it is impracticable to use navigation support systems for the general public, since they do not escort a blind regularly and effectively to maintain him close to a certain route or to help him avoid the obstacles in the way. A more oriented answer comes out with the creation of the navigation systems for the blind, but even these ones do not excuse the use of the rudimentary white canes, the expansive guide dogs, or even other means of supplementary aid. SmartVision is a navigation aid system for the blind, which is being developed at the UTAD and proposes some innovative solutions to solve the shortcomings mentioned above. It was thought to plan routes, to give information about the points of interest in user’s vicinity and to guide him to his destination in a dedicated, persistent and detailed way. These tasks are implemented in a module, the navigation module, which ensures a continuous provision of information and with a sufficient detail level that allows the blind to reach the desired destination successfully. This paper aims to present the navigation module of SmartVision, which is responsible for planning routes and guiding the blind through the same route. During this exhibition, it will be discussed several algorithms for calculating the route, some ways to guide the blind, associated technologies for navigation and similar systems for the blind and not blind. It will also be presented the SmartVision and the relevance of the navigation module to the main project. Finally, it will be shown the module’s specification and implementation, and the tests results done with people to determine how they respond to the working module.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Informática
Palavras-chave
Navegação , Orientação , Rota , Bússolas , Cegos , Deficientes visuais , Sistema de posicionamento global (GPS) , POI , GIS
Citação