Doença degenerativa da valva mitral em cães

Data
2016-04-01
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A doença degenerativa da valva mitral é a doença cardíaca adquirida mais frequente em cães adultos, representando cerca de 75% a 80% das doenças cardíacas na espécie canina. A sua prevalência aumenta com a idade e é mais frequente em cães de raça pequena. A radiografia torácica e a ecocardiografia são exames complementares fundamentais para o seu diagnóstico. O seu tratamento geralmente é de carácter paliativo ou seja, realizado com o intuito de melhor a qualidade de vida. Assim, o objetivo deste trabalho é acompanhar todos os procedimentos clínicos e meios complementares de diagnóstico de casos clínicos de cães com esta doença, a fim de poder interpretar todos os dados obtidos e comparar com a bibliografia. No presente trabalho foram observados cinco casos clínicos, três dos quais acompanhados no Hospital Veterinário do Baixo Vouga, em Águeda, e os restantes dois no acompanhamento do trabalho da Dra. Cláudia Abreu, em Cardiologia Veterinária Móvel, na região do Porto. Nesta dissertação, apesar do pequeno número de casos clínicos, foi verificado que todos são cães de raça pequena. Dos cinco casos, três eram machos. As apresentações clínicas variaram consoante o estadio, porém, de modo geral, a tosse e a presença de sopro sistólico apical esquerdo estavam presentes. Nos exames complementares de diagnóstico, a cardiomegalia foi o sinal radiográfico mais frequente e, na ecocardiografia, a presença de regurgitação mitral e de lesão da valva mitral foram alterações constantes. O tratamento de cada caso foi consistente com as diretrizes de diagnóstico e tratamento da doença valvular mitral crónica canina de American College of Veterinary Internal Medicine. Conclui-se neste trabalho que a apresentação clínica e as alterações observadas nos diferentes exames complementares de diagnóstico descritas na bibliografia foram identificadas neste trabalho.
Myxomatous mitral valve disease is the most common acquired cardiac disease in adult dogs, representing 75% to 80% of cardiac diseases. Its prevalence increases with age and it’s more common in small breed dogs. Chest radiography and echocardiography are crucial complementary exams to diagnose. The treatment is usually palliative, which means that it’s made to improve life quality. So, the objective of this work is to follow the clinical procedures and complementary diagnostic exams of dogs with the disease, to be able to interpret every case and compare with bibliography. In this work, five clinical cases were followed. Three of those where accompanied at Hospital Veterinário do Baixo Vouga, in Águeda, and the other two at the department of Cardiologia Veterinária Móvel with Dra. Cláudia Abreu, in Porto. In this work, despite the small number of animals, it was verified that all cases referred to small dogs and three were males. The clinical presentations varied depending on the stage of the disease. However, in general, cough and left systolic murmur were present. Cardiomegaly was the most frequent radiographic sign and, on echocardiography, mitral regurgitation and valve injury were constant alterations. The treatment was consistent with American College of Veterinary Internal Medicine guidelines for the diagnosis and treatment of canine chronic valvular heart disease. In conclusion, the clinical presentation and the changes observed on complementary diagnostic exams described in bibliography, were identified in this work.
Descrição
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
Palavras-chave
Cães , Valva mitral , Doença crónica , Radiografia , Ecocardiografia
Citação