Estudo das atitudes em relação à estatística dos professores do 1º ciclo e dos professores de Matemática do 2º ciclo do ensino básico

Data
2015-05-21
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Para se atingir o sucesso na educação estatística, e em especial num período de mudanças do ensino da Estatística no ensino básico, reconhece-se a necessidade de conhecer as atitudes dos professores em relação à Estatística. Deste modo podem aumentar-se as possibilidades de haver predisposição, vontade e comprometimento dos professores para com as mudanças necessárias no processo de ensino-aprendizagem e na sua formação. Assim, este estudo centra-se na medição e caracterização das atitudes em relação à Estatística dos docentes do 1º e do 2º ciclo do ensino básico português usando uma escala já testada e com boas características psicométricas, Escala de Actitudes hacia la Estadística de Estrada – EAEE – (Estrada, 2002). Neste âmbito pretende-se, ainda, analisar as componentes das atitudes, verificar o efeito de algumas variáveis sobre essas atitudes, bem como comparar as atitudes dos professores em relação à Estatística em Portugal e em Espanha e Peru. Além disso, procuram perceber-se algumas das justificações das atitudes dos professores através de uma abordagem qualitativa. Finalmente, espera-se poder lançar pistas e caminhos para a introdução de uma pedagogia das atitudes e para intervenções preventivas e corretivas na formação, contribuindo positivamente, quer para o desenvolvimento profissional dos professores, quer para o processo de ensino-aprendizagem da Estatística e, consequentemente, para o sucesso no ensino da mesma. Assim, no primeiro capítulo deste trabalho enquadra-se a temática desta tese, fazendo-se uma análise resumida da história do ensino e da formação de professores em Portugal. A ênfase foi dada aos ciclos do ensino abrangidos pelo estudo, destacando-se, em particular, o ensino da Matemática e da Estatística, incluindo o papel específico do professor e a sua formação. No segundo capítulo começa por fazer-se uma abordagem geral ao conceito de atitudes, analisando as suas definições, o seu funcionamento e as suas características, a sua importância, as suas consequências e a sua medição. Em seguida, analisam-se e enquadram-se as atitudes em relação à Matemática e à Estatística, mas de forma mais extensa, profunda e específica para a Estatística. Apresentam-se também vários instrumentos de medição dessas atitudes, algumas das suas características e vários dos estudos de aplicação dos referidos instrumentos. No terceiro capítulo apresenta-se o desenho do estudo e a metodologia utilizada. Inicialmente aborda-se um primeiro estudo exploratório, em que se usou uma tradução livre da escala de atitudes EAEE num pequeno conjunto de professores e que serviu de teste exploratório à fiabilidade e validez da EAEE no contexto português, bem como à adequabilidade de algumas questões de caracterização dos respondentes. Continua-se com a apresentação da segunda fase do estudo em que se aplicou a uma amostra de 1098 professores do 1º e 2º ciclos do ensino básico de três distritos portugueses a versão em português da escala EAEE, validada por um painel de especialistas, e na qual se introduziu a possibilidade de os respondentes apresentarem a justificação da sua classificação em nove dos itens da escala. A terminar a apresentação desta segunda fase faz-se a descrição da formulação do problema, explanam-se as metas a alcançar, descrevem-se as variáveis e as hipóteses, o instrumento de pesquisa, bem como os procedimentos e a caraterização da amostra. No quarto capítulo é feita a apresentação, a análise e a discussão dos resultados do estudo. Nomeadamente, abordam-se os resultados sobre as atitudes ao nível da pontuação global e das suas componentes, que se verificaram ser positivas. Analisam-se também os itens, e em particular os melhores e piores pontuados, bem como a fiabilidade e generalização da escala de atitudes usada que podem ser consideradas elevadas. Apresenta-se ainda a relação entre as componentes das atitudes, ficando verificada a multidimensionalidade da escala e a presença das suas características teóricas de base. Complementa-se a análise com a influência das variáveis do estudo sobre as atitudes a vários níveis, verificando-se existirem diferenças significativas em relação à pontuação global nas variáveis ciclo de ensino, tempo de serviço, área de formação inicial ou especialidade, nível de estudo de Estatística e no nível de ensino de Estatística. Além disso, analisam-se as justificações dadas pelos professores nos nove itens escolhidos, que permitem compreender melhor as atitudes através das motivações para as pontuações naqueles itens. Por fim, na conclusão final demonstra-se a coerência global da investigação, a discussão dos resultados no quadro das hipóteses e face a outros estudos, bem como o facto de os objetivos terem sido alcançados. Também são discutidas as implicações dos resultados, avaliadas de forma crítica as limitações da investigação e efetuadas as sugestões e recomendações que abrem perspetivas para investigações futuras no âmbito das atitudes face à Estatística.
To achieve success in statistical education and particularly in a period of change in the teaching of Statistics in basic education in Portugal, the need to know the attitudes of teachers in relation to Statistics is recognized. Therefore, the chances of teachers having a predisposition, willingness, and commitment may increase with the required changes in the teaching and learning processes and also in their training. This study focuses on the measurement and characterization of attitudes towards Statistics by teachers of the 1st and 2nd cycle of Portuguese basic education (ages 6 till 12) using an already tested scale with good psychometric characteristics, Escala de Actitudes hacia la Estadística de Estrada  EAEE. In this context, it also aims to analyze the components of attitudes, evaluate the effect of some variables on them, as well as compare the attitudes of teachers towards Statistics in Portugal, Spain and Peru. In addition, it seeks to understand some of the justifications for the attitudes of teachers through a qualitative approach using content analysis. Finally, it is expected to find pathways that will lead to the introduction of an attitudes’ oriented pedagogy and for preventive and corrective interventions in teachers’ training, contributing positively to the professional development of teachers and to the teaching and learning processes of Statistics. In the first chapter the theme of this thesis is framed and a summary analysis of the history of education and the training of teachers in Portugal is made. The cycles of education covered by the study are emphasized, highlighting the teaching of Mathematics and Statistics, including the teachers’ specific role and training. The second chapter gives a general approach to the concept of attitudes, analyzing its settings and characteristics. This concept is also viewed in what concerns its importance, consequences, and measurement. The attitudes toward Mathematics and Statistics are analyzed and framed but in a more extensive, in-depth and specific way concerning Statistics. Several instruments for measuring these attitudes, their characteristics, and studies using these instruments, are presented. The third chapter describes the design of the study and the methodology used. A first exploratory study is summarized based on a non-validated translation of the EAEE scale on a small set of teachers; that served as an exploratory test to the reliability and validity of the EAEE in the Portuguese context, as well as the suitability of some of the issues regarding the participants’ characterization. In the second phase, the Portuguese version of the Likert scale, validated by a board of experts, was applied to a sample of 1098 teachers. These were teachers from the 1st and 2nd cycles of basic education of three Portuguese districts and they could write the reasons for their score in nine of the EAEE items. Finally, the formulation of the problem is described, the goals to be achieved are explained, and the variables and hypotheses, the research instrument, the procedures and the characterization of the sample are described. In the fourth chapter, the analysis and discussion of the results of the study are presented. Specifically, the results on the attitudes at the level of the overall score and its components are discussed; and were found to be positive. The best and worst scored items, the reliability, and generalization of the scale of attitudes are analyzed; and the reliability and generalization can be considered high. The relationship between the components of attitudes is also presented, checking the dimensionality of the scale and the presence of its theoretical characteristics. The influence of the variables of the study on the attitudes at several levels is analyzed; and there are significant differences in relation to the global score in the variables of the teaching cycle, time of service, area of initial training, level of studying in Statistics and on training in Statistics. Additionally, the justifications given by teachers in nine selected items were also analyzed, and that allowed us to obtain a better understanding of their attitudes. In the conclusion the overall coherence of the research is demonstrated, the results are discussed in the context of the hypotheses presented and are compared to other studies. It is also shown that the objectives were achieved. The implications of the results are discussed, a critical evaluation of the limitations of research is made and suggestions and recommendations that open perspectives to future research in the context of attitudes towards Statistics are also put forth.
Descrição
Tese de Doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia, Especialização em Didática de Ciências Matemáticas
Palavras-chave
Atitudes , Estatística , Professores , Ensino básico 1º ciclo , Ensino básico 2º ciclo , Formação de professores
Citação