A qualidade do relacionamento professor-aluno: Relação com os traços psicopáticos e competências sociais em crianças

Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A psicopatia caracteriza-se pela presença de traços antissociais no indivíduo que o podem levar a violar os direitos e liberdades dos outros, não sentindo remorsos ou compaixão, sendo manipulativos, apresentando uma frieza emocional marcada pelo egocentrismo e narcisismo. O presente estudo pretendeu analisar a relação entre a qualidade do relacionamento entre professores e alunos e a presença de traços psicopáticos em crianças. A amostra foi constituída por 200 alunos do 2º ciclo do ensino básico de escolas do norte de Portugal com idades compreendidas entre os 10 e 12 anos. Os instrumentos utilizados foram o Child Problematic Traits Inventory (CPTI) e o Student-Teacher Relationship Scale - Short Form (STRS-SF) e um questionário sociodemográfico. Os principais resultados sugerem a existência de diferenças na presença de traços psicopáticos e qualidade do relacionamento professor-aluno relativamente ao género. O mesmo não se verificou relativamente à presença de traços psicopáticos e ao ter ou não irmãos. Sugerem também que uma relação de conflito entre professor e aluno se encontra positivamente associada a traços psicopáticos, verificando-se o contrário relativamente a uma relação de proximidade. Por fim, uma relação conflituosa entre professor e aluno aparenta predizer a presença de traços psicopáticos. Deste modo, aparenta, pois, ser necessário um trabalho junto da comunidade escolar, com o objetivo de trabalhar as relações entre docentes e alunos e, deste modo, melhorar a sua qualidade, prevenindo problemas de comportamentos em crianças.
Psychopathy is characterized by the presence of antisocial traits in the individual that can lead him to violate the rights and freedoms of others, not feeling remorse or compassion, being manipulative, presenting an emotional coldness marked by egocentrism and narcissism. The present study aimed to analyze the relationship between the quality of the relationship between teachers and students and the presence of psychopathic traits in children. The sample consisted of 200 students from the 2nd cycle of basic education from schools in the north of Portugal aged between 10 and 12 years. The instruments used were the Child Problematic Traits Inventory (CPTI) and the Student-Teacher Relationship Scale - Short Form (STRS-SF) and a sociodemographic questionnaire. The main results suggest the existence of differences in the presence of psychopathic traits and the quality of the teacher-student relationship in relation to gender. The same was not verified regarding the presence of psychopathic traits and having or not having siblings. They also suggest that a relationship of conflict between teacher and student is positively associated with psychopathic traits, the opposite being true for a relationship of proximity. Finally, a conflicting relationship between teacher and student appears to predict the presence of psychopathic traits. In this way, it appears that work with the school community is necessary, with the aim of working on the relationships between teachers and students and, in this way, improving their quality, preventing behavioral problems in children.
Descrição
Dissertação apresentada para obtenção do Grau de Mestre em Psicologia Clínica pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Palavras-chave
Crianças , Psicopatia
Citação