Caracterização de Aeromonas Spp. Isoladas de Águas Não Tratadas para Consumo Humano

Data
2008
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
O género Aeromonas forma uma unidade monofilética dentro do sub-grupo gama -3 das Proteobactérias. Bactérias do grupo das Aeromonas surgem em diversos ambientes aquáticos. Está também comprovada a presença de Aeromonas spp. em águas para consumo humano, tratadas e não tratadas. Os organismos deste grupo são frequentemente referidos como “patogénicos emergentes” sendo pesquisados obrigatóriamente no Canadá, Itália e Holanda. Assim, pretende-se com este estudo, fazer uma avaliação da presença de organismos do género Aeromonas em águas não tratadas de fontes, poços e nascentes, para consumo humano em dois concelhos do Distrito de Vila Real. Pela sua importância, diversidade genética, e o seu nível de resistência a antibióticos foi o género seleccionado para a elaboração deste trabalho. A identificação das estirpes foi realizada por sequenciação dos genes 16S rRNA, gyrB, gyrA e rpoD. Foram obtidos um total de 34 isolados agrupados em sete espécies distintas – A. hydrophila, A. eucrenophila, A. caviae, A. tecta, A. veroni, A. bestiarum e A. encheleia – e um grupo distinto dos actualmente identificados, que pela sua distância filogenética poderá corresponder a uma espécie ainda não descrita. Foi efectuada a determinação da susceptibilidade para um total de 27 antibióticos sendo utilizados β-lactâmicos como as penicilinas (aminopenicilinas), cefalosporinas (1ª, 2ª, 3ª e 4 geração), monobactâmicos e carbapenemos. Adicionalmente outros antibióticos foram testados como: tetraciclinas, quinolonas, aminoglicosídeos, sulfamidas e cloranfenicol. Dos antibiogramas realizados verificou-se que todas as estirpes apresentaram multiresistência. Para a amoxicilina e cefalotina obtiveram-se índices de resistência de 100%. Para o carbapenemo testado (imipenemo) 3% das estirpes apresentaram resistência e 13% foram consideradas intermédias. Todas as estirpes foram sensíveis para a piperaciclina/tazobactan, aminoglicosídeos, aztreonamo e tetraciclina.
The genus Aeromonas forms a monophyletic unit within the gamma-3 subgroup of the class Proteobacteria. Bacteria of Aeromonas spp. are widely spread in aquatic environments. They also occur in untreated and treated drinking water. Members of this genus are considered as “emerging pathogens” and have been the focus of studies in Canada, Italy and Holland. Thus, it is intended with this study, to evaluate the presence of organisms of the genus Aeromonas in untreated water sources, wells and springs, for human consumption in two counties of the District of Vila Real. The reason for the selection of this genus for study is its clear importance in terms of health, genetic diversity, and its level of resistance to antibiotics. The identification of strains was performed by sequencing of 16S rRNA, gyrB, rpoD and gyrA. A total of 34 isolates were obtained which were clustered into seven distinct species - A. hydrophila, A. eucrenophila, A. caviae, A. tecta, A. veronii, A. bestiarum and A. encheleia- and a distinct group not identified, which by their phylogenetic relationship may correspond to a new species of Aeromonas. The antibiotic susceptibilities of these species were determined using 27 antibiotics including β-lactams such as penicillins (aminopenicillins), cephalosporins (1st, 2nd, 3rd and 4 generation), monobactams and carbapenems. Additionally other classes of antibiotics were also tested e.g. tetracyclines, quinolones, aminoglycosides, sulphonamides and chloramphenicol. From antibiograms performed it was found that the strains showed multidrug-resistance. To amoxicillin and cephalothin rates of resistance were 100%. For the carbapenems tested (imipenem) 3% of the isolates showed resistance and 13% were considered as having intermediate resistance. All isolates were sensitive to piperaciclina/tazobactan, aminoglycosides, tetracycline and aztreonam.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Biologia Clínica Laboratorial
Palavras-chave
Citação