Conhecimentos dos Enfermeiros sobre a preparação e administração de fármacos à pessoa em situação crítica na sala de emergência

Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Os conhecimentos sobre preparação e administração de fármacos são fundamentais para que os enfermeiros possam preparar e administrar fármacos de forma correta e segura, o que se torna evidente quando se prepara e administra fármacos em contexto de emergência. Perante a pessoa em situação crítica e/ou falência orgânica e face à complexidade da situação, é necessária uma resposta eficaz, eficiente e em tempo útil. O objetivo do estudo é avaliar os conhecimentos dos enfermeiros do serviço de urgência sobre a preparação e administração de fármacos à pessoa em situação crítica na sala de emergência. Quanto ao método, desenvolveu- se um estudo descritivo, exploratório, correlacional e transversal, de abordagem quantitativa. A amostra foi constituída por 39 enfermeiros do serviço de urgência de uma unidade hospitalar do Norte de Portugal. O instrumento de colheita de dados foi um questionário de autoaplicação. A colheita de dados decorreu no período compreendido entre outubro e dezembro de 2019. O tratamento de dados foi realizado com recurso ao programa informático IBM SPSS 22.0. Os resultados evidenciaram que a maioria dos participantes considerou que a formação contínua era essencial para obter e atualizar os conhecimentos e que a existência de um guia orientador sobre a preparação e administração de fármacos em emergência era necessário para facilitar a realização dessa atividade. Quanto aos conhecimentos sobre preparação e administração de fármacos em emergência, verificou-se que os participantes na sua maioria detinham conhecimentos ao nível do suficiente e bom. No entanto, alguns fármacos obtiveram uma média inferior a três, correspondendo a conhecimentos insuficientes. Os participantes com mais anos de exercício profissional em serviço de urgência e que tinham realizado formação demonstram ter um melhor nível de conhecimento sobre preparação e administração de fármacos em emergência em comparação com os que tinham menos anos e que não tinham realizado formação. Concluiu-se que a formação contínua sobre preparação e administração de fármacos em emergência e a elaboração e implementação, no serviço de urgência, de um manual ou guia para a preparação e administração de fármacos eram estratégias que deveriam ser adotadas com vista a melhorar os conhecimentos dos profissionais de enfermagem sobre a preparação e administração de fármacos em emergências.
Knowledge about medicines’ preparation and administration is essential so that nurses can prepare and administer medicines correctly and safely, which becomes evident when preparing and administrating medicines in an emergency context. Facing a person in a critical situation and / or organ failure and due to the complexity of the situation, an effective, efficient and timely response is necessary. The aim of the study is to evaluate the knowledge of nurses in the emergency department on the preparation and administration of medicines to people in critical situations in the emergency services. In what concerns to the method, it was developed a descriptive, exploratory, correlational and transversal study with a quantitative approach. The sample consisted in 39 nurses from the emergency department of a hospital in the Northern Portugal. The data collection instrument was a self-application questionnaire. The data collection took place between October and December 2019. Data processing was performed using the IBM SPSS 22.0 software. The results showed that most participants considered that continuous training was essential to obtain and update the knowledge and that the existence of a guiding guide on the preparation and administration of medicines in emergency was necessary to facilitate the performance of this activity. Regarding the knowledge about emergency medicines preparation and administration, it was found that the majority of participants had sufficient and good knowledge. However, some medicines scored less than three, corresponding to insufficient knowledge. Participants with more years of professional practice in the emergency department and who had undergone training show a better level of knowledge about emergency medicine preparation and administration compared to those who were younger and who had not undergone training. It was concluded that continuous training on emergency medicines preparation and administration and the elaboration and implementation, in the emergency department, of a manual or guide for medicines preparation and administration, were strategies that should be adopted in order to improve knowledge of nursing professionals on the preparation and administration of medicines in emergencies.
Descrição
Estágio e Relatório apresentado à Universidade de Trás-os- Montes e Alto Douro para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Enfermagem da Pessoa em Situação Crítica
Palavras-chave
Emergência , Urgência
Citação