Síndrome vestibular paradoxal

Data
2015-01-27
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Entre todas as alterações neurológicas que surgem na neurologia veterinária clínica, aquelas derivadas do sistema vestibular encontram-se entre as mais comuns. Sendo um conjunto de alterações bastante características, são no seu conjunto chamadas de síndrome vestibular. Genericamente este manifesta-se através de perda de equilíbrio e de coordenação, sendo os sinais clínicos mais comuns a postura anormal da cabeça e do corpo, ataxia assimétrica e movimentos oculares anormais. No caso de a lesão ter origem nos seus componentes centrais, há manifestação de sinais que refletem o envolvimento do cerebelo e do tronco cerebral, surgindo frequentemente alterações do estado mental e défices propriocetivos. Quando uma lesão central afeta especificamente a relação entre o cerebelo e os restantes componentes vestibulares, estes deixam de estar sob controlo cerebelar, e surge um conjunto de sinais clínicos com todas as características de uma síndrome vestibular central mas com a cabeça inclinada para o lado oposto ao da lesão. Esta particularidade dá-lhe o nome de síndrome vestibular paradoxal. Nos quatro casos clínicos de síndrome vestibular paradoxal descritos neste trabalho, recorreu-se à realização de ressonância magnética como meio de diagnóstico. Em três dos quatro casos foi detetada uma neoplasia na fossa caudal que, após análise histológica, foram diagnosticados como sendo um papiloma do plexo coroide, um meningioma, e um meduloblastoma. No último caso, foi diagnosticada uma lesão vascular cerebelar no território da artéria cerebelar rostral. Embora quatro casos clínicos não constituam uma amostra significativa, esta proporção é concordante com o descrito na literatura, em que as neoplasias são a principal causa de síndrome vestibular paradoxal. As lesões vasculares eram consideradas invulgares em medicina veterinária, no entanto têm sido cada vez mais frequentemente diagnosticadas, principalmente a nível da artéria cerebelar rostral De entre todas as neoplasias cerebrais primárias, o meningioma e o papiloma do plexo coroide são as neoplasias mais frequentemente diagnosticadas a nível da fossa caudal, estando muitas vezes relacionados com a presença de síndrome vestibular paradoxal. O meduloblastoma, é uma neoplasia raramente descrita em medicina veterinária mas, sendo uma neoplasia exclusivamente cerebelar, é expectável que assuma esta manifestação clínica.
Among all the neurological disorders that arise in veterinary clinical neurology, those derived from the vestibular system are among the most common. Vestibular disorders have a very characteristic set of clinical signs, called vestibular syndrome. Generally, a vestibular syndrome is presented with loss of balance and coordination, and the main clinical signs include abnormal posture of head and body, motor incoordination and ataxia and abnormal eye movements. When central vestibular components are affected, additional clinical signs arise. Altered mental status and proprioceptive deficits are the most common clinical signs reflecting the involvement of the brainstem and the cerebellum. When a central lesion specifically affects the relationship between the cerebellum and the remaining vestibular components, cerebellar control disappears and cerebellovestibular dysfunction arises with all the features of a central vestibular syndrome with the exception of a head tilt towards the opposite side of the lesion. This special feature allows its identification as a paradoxical vestibular syndrome. All the four paradoxical vestibular syndrome clinical cases described in this work had MRI scans performed as diagnostic tools. In three of those cases neoplasia in the caudal fossa was detected and after histological analysis, was diagnosed as a choroid plexus papilloma, meningioma, and medulloblastoma. In the latter case was diagnosed a vascular disease in the rostral cerebellar artery territory. While four clinical cases do not constitute a representative sample, this ratio is consistent with that described in the literature, in which tumors are the leading cause of paradoxical vestibular syndrome. Vascular lesions were considered unusual in veterinary medicine, but have been increasingly diagnosed, mainly in the rostral cerebellar artery. Among all primary brain tumors, meningioma and choroid plexus papilloma are the most frequently diagnosed within the caudal fossa and are often related to the presence of paradoxical vestibular syndrome. Medulloblastoma is a rarely described neoplasm in veterinary medicine but, being a purely cerebellar neoplasm, is expected to undertake this clinical manifestation.
Descrição
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
Palavras-chave
Neurologia veterinária , Doenças vestibulares , Sistema nervoso
Citação