Avaliação da eficácia da terapia do sentido de vida em doentes em cuidados paliativos

Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A Terapia do Sentido de Vida (TSV) apresenta-se como uma intervenção psicoexistencial breve que objetiva promover o senso de significado e propósito de vida, reconciliação e dignidade, bem como, melhorar o ajustamento psicológico à doença e condição terminal. O presente estudo randomizado, controlado e longitudinal, objetiva avaliar a eficácia da TSV na dignidade, morbilidade psicológica e vivências valorizada, em doentes oncológicos, em fim de vida. Para tal, foram distribuídos, equitativamente, 18 utentes oncológicos em fim de vida (com idades entre 45 e 92 anos), por um grupo experimental GE, submetido à TSV), um grupo de controlo ativo (GCA, aconselhamento psicológico) e um grupo de controlo passivo (GCP, tratamento usual/ sem intervenção psicológica). As avaliações realizaram-se antes do início das intervenções, após e um mês após o seu término. Os dados foram analisados com recurso ao IBM SPSS, através de estatística não paramétrica. Posto isto, entre grupos, denotase uma diferença no pós-teste na dignidade (H (2) = 7.26, p = .026) e na depressão (H (2) = 6.19, p = .045), entre o GE e o GCP. No follow-up, comprovam-se diferenças na dignidade (H (2) = 6.17, p = .046) e no stresse (H (2) = 7.90, p = .019). Não existem diferenças nas vivências valorizadas entre grupos, no pós-teste e no follow-up. Concluindo, com um mês de TSV, os dados apontam melhorias na dignidade e na depressão, em comparação com o GCP, e as melhorias na dignidade permanecem um mês após o término da intervenção, onde se verifica também, uma diminuição do stresse no GE em comparação com o GCP.
The Meaning of Life Therapy (MLT) is presented as a brief psychoexistential intervention that aims to promote the sense of meaning and purpose of life, reconciliation and dignity, as well as to improve psychological adjustment to the disease and terminal condition. The present randomized, controlled and longitudinal study aims to evaluate the efficacy of MLT in dignity, psychological morbidity and valued experiences in cancer patients at the end of life. For this, 18 end-of-life cancer patients (aged between 45 and 92 years) were, equally distributed between the experimental group (EG, submitted to MLT), an active control group (GCA, psychological counseling) and a passive control group (GCP, usual treatment/ without psychological intervention). The evaluations were carried out before the beginning of the interventions, after and one month after their completion. The data were analyzed using IBM SPSS, using nonparametric statistics. The data were analyzed using IBM SPSS, using nonparametric statistics. That said, among groups, a difference is denoted in the post-test in dignity (H (2) = 7.26, p = .026) and in depression (H (2) = 6.19, p = .045), between the EG and the GCP. In the follow-up, differences are evidenced in dignity (H (2) = 6.17, p = .046) and stress (H (2) = 7.90, p = .019). There are no differences in the experiences valued between groups, in the post-test and in the follow-up. Concluding, with one month of MLT, the data indicate improvements in dignity and depression, compared to the GCP, and the improvements in dignity remain one month after the end of the intervention, where there is also a decrease in stress in the EG compared to the GCP.
Descrição
Dissertação apresentada para obtenção do Grau de Mestre em Psicologia: Especialização em Psicologia Clínica pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Palavras-chave
dignidade , terapia do sentido de vida
Citação