Interferência da morfossintaxe do kimbundu no português falado em Malanje

Data
2024-01-16
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente estudo descreve as interferências da morfossintaxe do kimbundu no português falado em Malanje, no sentido de se colocar à disposição da comunidade académica angolana, e não só, material de apoio que ajudará a compreender determinados fenómenos que se registam hoje no português falado em Malanje. Considerando que o português coabita com o kimbundu há séculos, procurou-se verificar como esse contacto permanente entre duas línguas pertencentes a famílias linguísticas diferentes causou o surgimento de uma variante angolana do português, diferente da variante europeia. O presente estudo permitiu reconhecer que, em matéria sintática, o português e o kimbundu são línguas afins na ordem básica dos constituintes, que é SVO, e diferentes (i) na construção frásica face ao determinante possessivo, (ii) na construção frásica face ao enquadramento dos pronomes oblíquos átonos, (iii) na regência de verbos dinâmicos e volitivos, (iv) na construção passiva, (v) na construção frásica face a crase da preposição “a” com o artigo “a” ou “o”, (vi) na indicação do plural pela pluralização do determinante, (vii) nas propriedades de concordância do par sujeito – verbo, (viii) no emprego do verbo ter em substituição do verbo haver, (ix) na concordância em género, (x) no emprego dos pronomes clíticos átonos e (xi) no uso do conjuntivo. Para realizar essa descrição, recorremos a um vasto conjunto de estudos realizados sob diversos enquadramentos teóricos, para um conhecimento aprofundado do estado da arte, dos quais aproveitámos os contributos que nos permitiram compreender mais aprofundadamente os factos em análise. Um contributo metodologicamente muito importante para a realização desse estudo consiste no corpus que reunimos, constituído por 112 inquéritos por questionário e 7 programas radiofónicos. É este o material empírico que apresenta as interferências linguísticas de que nos socorremos para a realização desta investigação.
The present study describes the interferences of the morphosyntax of kimbundu in the Portuguese spoken in Malanje, to make available to the Angolan academic community, and not only, support material that will help to understand certain phenomena that are registered today in the Portuguese spoken in Malanje. Considering that the Portuguese cohabited with Kimbundu for centuries, we sought to verify how this permanent contact between two languages belonging to different language families caused the emergence of an Angolan variant of the Portuguese, different from the European variant. The present study allowed us to recognize that, in syntactic matters, Portuguese and kimbundu are related languages in the basic order of the constituents, which is the SVO, and different (i) in the phrasal construction vis-à-vis the possessive determinant, (ii) in the phrasal construction in relation to the framing of the unstressed oblique pronouns, (iii) in the regency of dynamic and volitional verbs, (iv) in the passive construction, (v) in the phrasal construction in the face of the crase of the a, (vi) in the indication of the plural by the pluralization of the determinant, (vii) in the properties of agreement of the subject-verb verb, (viii) in the use of the verb ter in place of the verb haver, (ix) in the agreement in gender, (x) in the use of unstressed clitic pronouns and (xi) in the use of the conjunctive. To carry out this description, we used a wide range of studies carried out under various theoretical frameworks, for an in-depth knowledge of the state of the art, from which we took advantage of the contributions that allowed us to understand more deeply the facts under analysis. A methodologically very important contribution to the realization of this study is the corpus that we have gathered, consisting of 112 questionnaire surveys and 7 radio programs. This is the empirical material that presents the linguistic interferences that we used to carry out this investigation.
Descrição
Palavras-chave
Interferências , Português , Kimbundu , Morfossintaxe , Malanje
Citação