Estudo da prevalência de megabacteria em Psitacídeos

Data
2017
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A megabacteriose, ou “going light syndrome”, é uma doença gastro-intestinal crónica, debilitante e progressiva que ocorre num amplo espectro de aves (desde exóticas, domésticas e selvagens). Esta patologia é provocada pelo fungo Macrorhabdus ornithogaster. A crescente aquisição de aves exóticas, principalmente da família Psittacidae, como animais de companhia vem reforçar a importância desta doença não zoonótica de distribuição mundial. O objetivo deste trabalho consistiu em avaliar a prevalência da infeção por M. ornithogaster em psitacídeos, numa população clínica de Barcelona, Espanha. Baseado num estudo retrospetivo transversal no qual os dados foram recolhidos entre Janeiro de 2004 e Dezembro de 2016 em 5515 psitacídeos, a megabacteriose foi diagnosticada in vivo em 32 casos, em 5 espécies diferentes. A prevalência de megabacteriose na população clínica foi de 0,58% (95% IC:0,40-0,80%). Neste estudo uma maior prevalência foi observada nas espécies Melopsittacus undulatus (68.8%; 95% IC: 50.04-83.92%), Agapornis spp. (15.6%; 95% CI: 5.26-32.76) e Nymphicus hollandicus (12.5%; 95% IC: 3.51-28.99%) na amostra da população-alvo de psitacídeos da clínica. Para além disso, o género Melopsittacus apresentou um pior prognóstico, observando-se uma mortalidade de 54,5%. Quanto ao tratamento conseguiu-se comprovar a eficácia de anfotericina b (Fungizone® suspensão oral 10%) durante 16 a 30 dias tendo-se obtido diferenças estatisticamente significativas do protocolo com o prognóstico (p=0,023), demonstrando-se este último favorável. Por outro lado, verificou-se um prognóstico mais reservado com a administração de uma dose de 50 mg/kg de trimethoprim/sulfamethoxazole (Septrin® pediátrico suspensão oral 8 mg/ 40 mg/ml) per os duas vezes ao dia, pois obteve-se uma mortalidade de 100% (p=0,001). O estudo corrobora a complexidade da doença, derivada às lacunas no conhecimento acerca de M. ornithogaster. Para isso são necessários mais estudos que completem mais o seu conhecimento.
Megabacteriosis, or "going light syndrome," is a chronic, debilitating and progressive gastro-intestinal disease that occurs in a large host range of birds (since exotic, domestic and wild). This disease is caused by the fungus Macrorhabdus ornithogaster. The growing acquisition of exotic birds, mainly from the family Psittacidae, as companion animals reinforces the importance of this disease of worldwide distribution. The objective of this study was to evaluate the prevalence of M. ornithogaster infection in Psittacidae in a clinic population from Barcelona, Spain. Based on a cross-sectional retrospective study in which data were collected between January 2004 and December 2016 of 5515 Psittacidae, megabacteriosis was diagnosed in vivo in 32 cases, in 5 different species. Prevalence of megabacteriosis in the clinic population was 0.58% (95% CI: 0.40-0.80%). In this study a higher prevalence in Melopsittacus undulatus (68.8%; 95% CI: 50.04-83.92%), Agapornis spp. (15.6%; 95% CI: 5.26-32.76) and Nymphicus hollandicus (12.5%; 95% CI: 3.51 to 28.99%) was observed in the sample population of the clinic. In addition, the genus Melopsittacus presented a worse prognosis, observing a mortality of 54.5%. Regarding the treatment, the efficacy of amphotericin b (Fungizone® oral suspension 10%) was demonstrated for 16 to 30 days, with a value of p=0.023 obtained from the statistical relationship of the protocol with the prognosis, and the last one was favorable. On the other hand, a more conservative prognosis was observed with the administration of a dose of 50 mg / kg of trimethoprim/sulfamethoxazole (Septrin® pediatric oral suspension 8 mg/ 40 mg/ml) per os twice a day, seeing that a 100% mortality and a p=0.001 value was obtained, demonstrating that relationship between variables has statistical significance. The study proved the complexity of the disease, derived from the gaps that need to be filled in the knowledge about M. ornithogaster.
Descrição
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
Palavras-chave
Psitacifornes , Ascomicotina , Barcelona (Espanha) , Prevalência , Terapia , Prognóstico , Megabacteriose , Macrorhabdus ornithogaster
Citação