Percepção da imagem corporal de idosas praticantes de hidroginástica: um estudo com idosas de uma academia da zona norte da cidade do Rio de Janeiro

Data
2014-07-03
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A necessidade e o encorajamento de conhecer novas pessoas e ambientes, fugir da solidão, procurar atividades culturais e praticar atividades físicas, refletem a preocupação dos idosos em preencher o tempo livre, sair da rotina e procurar o bem estar geral. No decurso do envelhecimento, o papel da atividade física é muito significante, não só nos aspectos fisiológicos, mas também nos psicológicos e sociais. A presente pesquisa teve, como objetivo, analisar a forma como as mulheres idosas percebem seus corpos e as consequências da hidroginástica para suas qualidades de vida. Este estudo foi realizado em uma academia da zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. A técnica de coleta de dados utilizada foi a entrevista semi estruturada, aplicada a 23 mulheres idosas, com idades compreendidas entre os 60 e 91 anos de idade, praticantes de hidroginástica na referida academia, com 3 sessões por semana a pelo menos 6 meses. Para o tratamento da informação utilizamos a técnica da análise de conteúdo. Após a análise do material recolhido, delineou - se um conjunto de categorias associadas à percepção do corpo das idosas: Corpo Funcional, Corpo Pessoal, Corpo Saúde, Corpo Social e Corpo Estético. Deduzimos qua a atividade física, hidroginástica, surgiu como um fator determinante de alteração da identidade corporal destas idosas entrevistadas, na medida que constatamos através dos discursos, sentimentos de domínio e controle sobre o próprio corpo, auto confiança e auto estima elevada. Enfim, podemos concluir que, os discursos estão em concordância com os aspectos valorizados pela literatura, no que se refere aos motivos que levam as idosas à prática da hidroginástica visando os benefícios físicos, psicológicos e sociais.
The need and the encouragement to know other people and environments, avoid loneliness and perform cultural and physical activities reveal the concearn of elderly people in filling the spare time, running away from routine and searching for wellness. During the aging process, the role of physical activities is very significant not only in physiological aspects but also in psychological and social ones. This research took place in one gymnastic academy in the North zone of the city of Rio de Janeiro/ Brazil and aims to analyze the way how elder women conceive their bodies and the consequences of hidrogymnastics to their quality of life. Semi-structured interviews were applied to 23 elder women aging between 60 and 91 years old who practice hidrogymnastics 3 times a week for at least 6 months. Using the method of analysis of content, there emerged a group of categories associated to the body perception of those women: functional body, personal body, health body and aesthetic body. It was deduced that hidrogymnastics appears as a determinant factor of the modification of the body identity of the interviewed women. In their discourse it could be found feelings of dominium and control over their own bodies and augment of self-confidence and self-esteem. The conclusion is that their discourses agree with the weighty aspects considered by literature about the reasons which induce elder women to practice hidrogymnastics aiming physical, psychological and social results.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Ciências do Desporto, Especialização em Atividades de Academia
Palavras-chave
Atividade física , Autoestima , Hidroginástica , Idosas , Qualidade de vida
Citação