Dermatite atópica canina: abordagem clínica multimodal: estudo de 32 casos

Data
2017-07-04
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A dermatite atópica canina (DAC) é uma doença cutânea frequente na prática clínica veterinária. A etiopatogenia é complexa e multifatorial, não estando ainda totalmente compreendida. O prurido é um dos sinais clínicos mais relevantes, bem como a distribuição das lesões, no entanto é comum a presença de infeções e/ou de outras enfermidades cutâneas concorrentes que podem exacerbar ou alterar a apresentação clínica da doença. O diagnóstico da dermatite atópica (DA) baseia-se na história clínica e sintomatologia compatível, na investigação ou exclusão de outras dermatoses pruriginosas caninas e na aplicação dos "critérios de Favrot". Os testes alergológicos devem ser executados quando há indicação para a implementação de imunoterapia alergeno-específica (IAE). O plano terapêutico deve ser adaptado às necessidades de cada paciente e às possibilidades e capacidades de cada proprietário. A componente prática da presente dissertação, surge no âmbito do estágio curricular na Dermovet (serviço ambulatório especializado em dermatologia veterinária sediado em Barcelona), e engloba 32 cães com diagnóstico clínico de DA. Foram analisados os dados epidemiológicos dos animais em estudo, a história e sinais clínicos observados, a prevalência de infeções secundárias cutâneas e/ou auriculares. Foi ainda elaborado um esquema do pensamento diagnóstico seguido durante a consulta de especialidade desses pacientes e referido o tratamento prescrito. Pretende-se deste modo contribuir para um entendimento simplificado mas completo desta doença canina. A amostra engloba cães de ambos os sexos, dos 7 meses até aos 8 anos de idade e de 14 raças distintas. A grande maioria dos pacientes manifestou sintomatologia cutânea antes dos 3 anos, sendo o prurido crónico a principal preocupação dos proprietários. O tipo e distribuição das lesões observadas com maior frequência coincidem com as referidas como características da doença, no entanto também se apresentaram à consulta cães com quadros clínicos pouco comuns. A presença de sobrecrescimento ou infeção cutânea e auricular, bacterianas e fúngicas, confirmou-se em diversos animais, tendo-se revelado fulcral a execução de exames diagnósticos imediatos. Elegeram-se protocolos terapêuticos plurais, destacando-se a prescrição de ciclosporina (Csp) A, antibióticos e antifúngicos orais, suspensões de gotas auriculares e banhos com champôs específicos. Os efeitos adversos foram raros e, se presentes, mínimos. O estudo permitiu concluir que a DAC se manifesta clinicamente e progride de diferente modo em cada paciente, exigindo do médico veterinário uma abordagem diagnóstica e terapêutica multidisciplinar e do proprietário o comprometimento e motivação essenciais para que se alcance a longo prazo o controlo da mesma.
The canine atopic dermatitis is a rather common skin disease in most veterinary clinical practice. Despite being a multifactorial and complex etiopathogenesis, there’s still quite a lot to know about the issue. Pruritus is one of the most relevant clinical signs, as well as the distribution of lesions; however, the presence of infections and/or other skin pathologies is frequent and can exacerbate or alter the clinical presentation of the disease. The diagnosis of atopic dermatitis is based on historical features and consistent clinical signs, the investigation or exclusion of other canine pruritic dermatoses and the application of "Favrot’s criteria". The allergy tests must be performed when there is indication for the implementation of allergen-specific immunotherapy. The therapeutic management should be adjusted to the needs of each patient and the possibilities and abilities of each owner. The practical component of this Master’s dissertation comes within the scope of the traineeship in Dermovet, Barcelona (a centre of specialized outpatient service in veterinary dermatology) and it is based in the clinical study of 32 dogs diagnosed with AD. These animals’ epidemiological data were analyzed and so were their history and clinical signs including the prevalence of any cutaneous and/or auricular secondary infections. A framework of all thought gone into every medical examination and every prescribed treatment is provided in this document. This is intended to contribute to a simplified but thoroughly understanding of this canine disease. The sample includes dogs of both sexes, aged between 7 months and 8 years and of 14 different breeds. The vast majority of patients showed cutaneous symptoms before their third year of life, being chronic itching the main concern of the owners. The type and distribution of the most frequently observed lesions match the already mentioned disease characteristics, but there are also some references to the consultation of dogs with unusual medical conditions. An early diagnosis of the overgrowth or/and bacterial or fungal skin/auricular infection was of paramount importance. Several therapeutic protocols were selected being the most noticeable the prescription of cyclosporine A, antibiotics, oral antifungals, suspension of ear drops and baths with safe shampoos. The adverse effects were rare and, if present, they were minimal. This study has led to the conclusion that the canine atopic dermatitis affecting dogs may develop in rather different ways requiring from the veterinary doctor a multidisciplinary approach to make an accurate diagnosis and decide on the best therapy; at the same time the owners’ commitment and motivation are essential to help get control of the disease in the long run.
Descrição
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
Palavras-chave
Cães , Dermatite atópica , Barcelona (Espanha) , Hipersensibilidade , Prurido , Alergia
Citação