Avaliação ultrassonográfica dos tumores da mama induzidos quimicamente em ratos fêmea Sprague-Dawley

Data
2014-05-14
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
O cancro da mama é o tipo de neoplasia mais frequentemente diagnosticada na cadela e na mulher e alvo de intensa pesquisa. A utilização de animais de laboratório é, sem dúvida, uma mais-valia para o seu estudo. Os objetivos deste trabalho foram: induzir quimicamente tumores da mama em ratos fêmea da estirpe Sprague-Dawley com 50 dias de idade; acompanhar a evolução dos tumores mamários; avaliar, ultrassonograficamente, o aspeto e vascularização dos tumores, utilizando vários modos de ultrassonografia: modos B, Power Doppler, B Flow e Contraste; determinar as dimensões e volume dos tumores mamários e associar a vascularização ultrassonográfica com a classificação histológica dos tumores. Neste estudo foram utilizados 25 ratos fêmea da estirpe Sprague-Dawley adquiridos à empresa Harlan. Os animais foram aleatoriamente divididos em dois grupos: Grupo I (n=15) e Grupo II (n=10). Aos animais do Grupo I foi administrado o agente carcinogénico N-metil-N-nitrosureia (MNU) por via intraperitoneal aos 50 dias de idade. Os animais, a água e comida foram pesados semanalmente. Os animais foram acompanhados diariamente para avaliação do seu estado geral e foram palpados semanalmente para identificação e registo da localização dos tumores mamários. Os tumores foram monitorizados semanalmente por ultrassonografia, através da utilização dos modos B, Power Doppler e B Flow. No final do protocolo experimental, os tumores foram avaliados pelo modo Contraste e pelos modos de ultrassonografia anteriormente descritos e medidos por caliper e ultrassonografia. O volume tumoral foi calculado de acordo com fórmulas previamente publicadas e por duas fórmulas propostas por nós. O primeiro tumor apareceu dez semanas após a administração da MNU. No final do protocolo experimental foram identificados 28 tumores mamários. O número de tumores da cadeia mamária direita foi sempre superior ao número de tumores da cadeia mamária esquerda. No par três das glândulas mamárias inguinais não se desenvolveu qualquer tumor ao longo do protocolo experimental. A diferença do número de pixéis coloridos detetados pelos modos Power Doppler e B Flow foi estatisticamente significativa (p<0,05). O volume dos tumores variou entre os 0,482 e 6,666 cm3. As lesões tumorais foram avaliadas histologicamente e classificadas em carcinomas tubulares (7,14%), papilares (64,29%), cribiformes (17,86%) e comedos (10,71%). Os resultados por nós obtidos sugerem que a MNU é um agente carcinogénico eficaz na indução de tumores mamários em ratos fêmea Sprague-Dawley com 50 dias de idade. Estes resultados sugerem também que a ultrassonografia é um método promissor, podendo ser utilizado na caracterização de lesões tumorais (morfologia, dimensões e vascularização). Atualmente existem poucos resultados publicados nesta área em Medicina Veterinária, sendo uma área de interesse futuro.
Breast cancer is the most frequent type of cancer diagnosed in bitch and woman. Laboratory animals are important to study this disease. The aims of this study were: induce mammary tumors in Sprague-Dawley female rats at 50 days of age; monitor mammary tumors evolution; evaluate mammary tumors by ulrasonography: B mode, Power Doppler, B Flow and Contrast; determine tumor dimensions and volume and compare ultrasonographic vascularization with histological classification of mammary tumors. In this study were used 25 Sprague-Dawley female rats purchased from Harlan. The animals were randomly divided into two groups: Group I (n=15) and Group II (n=10). The animals from Group I were intraperitoneally injected with N-methyl-N-nitrosourea (MNU) at 50 days of age. The animals, water and food were weighed weekly. The animals were daily observed to evaluate their health status. They were palpated weekly to identify and locate mammary tumors. Tumors were monitored weekly by ultrasonography: B mode, Power Doppler and B Flow. At the end of the experimental protocol, tumors were evaluated by Contrast mode and other ultrasonographic modes previously described and they were also measured by caliper and ultrasonography. Tumor volume was calculated according formulas previously published and by two formulas proposed by us. The first tumor appeared ten weeks after MNU administration. At the end of the experimental protocol were identified 28 mammary tumors. The tumors on right mammary chain were always higher than left mammary chain. Pair three of inguinal mammary glands did not show any tumors along the experimental protocol. The difference between number of colored pixels detected by Power Doppler and B Flow was statistically significant (p<0.05). The tumors volume ranged from 0,482 to 6,666 cm3. Mammary tumors were histologically evaluated and classified in tubular carcinomas (7.14%), papillary carcinomas (64.29%), cribiform carcinomas (17.86%) and comedos (10.71%). Our results suggest that MNU is an efficient carcinogen agent in mammary tumors induction in Sprague-Dawley female rats at 50 days of age. They also suggest that ultrasonography is a promisor method to evaluate mammary tumors (morphology, dimensions and vascularization). Currently, there are few studies published in this area in Veterinary Medicine, being an area of future interest.
Descrição
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, Ciências Veterinárias
Palavras-chave
Neoplasias das mamas animais , Ultrassonografia mamária , Substâncias, produtos e materiais carcinogénicos
Citação