Análise aos níveis de satisfação dos alunos nas aulas de Educação Física: as aulas de jogos desportivos coletivos

Data
2015-10-19
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Tendo em consideração que a Educação Física é uma atividade intensa e exigente, podem existir vários níveis de satisfação por parte dos alunos, bem como diferentes experiências na aprendizagem. O processo de ensino e aprendizagem dos Jogos Desportivos Coletivos tem sido abordado de formas bastante diferenciadas, segundo períodos histórico/políticos, na perspetiva de proporcionar aos alunos as melhores oportunidades/procedimentos para a sua aprendizagem. Percebendo-se a importância de diagnósticos quanto à ação docente e ao seu reflexo na satisfação e motivação dos alunos e com o intuito de contribuir para uma reflexão mais significativa sobre a qualidade do ensino, destaca-se no estudo a importância que possui, no contexto escolar, verificar o nível de satisfação que os alunos atribuem às suas aulas. Neste sentido, participaram no estudo 1273 alunos do 3º ciclo e ensino secundário de doze escolas do distrito do Porto com uma média de idades de 15.6 anos (variando entre os 12 e os 20). Os alunos do sexo masculino representaram uma percentagem de 49.4% e os alunos do sexo feminino uma percentagem de 50.6% (629 e 644 respetivamente). Relativamente ao ano de escolaridade, 7% dos alunos pertenciam ao 7º ano, 13.7% ao 8º ano, 24.8% ao 10º ano, 48.5% ao 11ºano e 5.9% ao 12ºano. Nos Jogos Desportivos Coletivos, as modalidades abordadas nas aulas foram o futebol (26.6%), o andebol (29.9%), o basquetebol (33.9%) e outras (9.7%). As aulas foram lecionadas de duas formas diferenciadas (tipo de aula). Uma centrada no jogo, que para análise de dados designou-se como “Forma Jogada” e outra focalizada nos exercícios analíticos e jogo representada como “Mista”. 50.2% das aulas foram dadas pela “Forma jogada” e 49.8% pela “Mista”. Foi utilizado como instrumento, o Questionário de Satisfação em Atletas numa versão adaptada à escola (Sá, 2014). O cálculo da consistência interna (Alpha de Cronbach) revelou que todos os itens contribuíam para uma boa consistência do instrumento. A “interação com os colegas”, as “instruções” e o “apoio que o professor dá nas aulas” são os itens a que alunos conferiram um maior nível de satisfação. As subescalas mais valorizadas foram a “Satisfação com o treino e instrução”,“Satisfação com a estratégia” e “Satisfação com o tratamento pessoal”. Os alunos do sexo masculino atribuíram níveis de satisfação superiores quando comparados com os do sexo feminino. As aulas lecionadas pelos professores principiantes e as aulas sob as “Formas jogadas” foram as que proporcionaram níveis de satisfação mais elevados nos alunos.
Considering that Physical Education is an intense and demanding activity, there may be several levels of satisfaction on the part of students and different learning experiences. The teaching and learning process of Sporting Games Collective has been approached in very different ways, according to historical / political periods, from the perspective of providing students with the best opportunities / procedures for their learning. Realizing the importance of diagnosis as to the teacher's action and its reflection in the satisfaction and motivation of students and in order to contribute to a more meaningful reflection on the quality of education, we highlight the importance in the study that has, in the context school, check the level of satisfaction that students attach to their classes. In this sense, 1273 students participated in the study of the 3rd cycle and secondary education of twelve schools in the district of Porto with a mean age of 15.6 years (range 12 to 20). The male students accounted for a percentage of 49.4% and female students a percentage of 50.6% (629 and 644 respectively). Regarding grade, 7% of students were in the 7th grade, 13.7% at 8th year, 24.8% at the 10th year, 48.5% at 11th year and 5.9% at the 12th year. In Sports Games Collective, the procedures discussed in class were football (26.6%), handball (29.9%), basketball (33.9%) and other (9.7%). Classes were taught in two different ways (class type). A focused on game data analysis that was designated as "Play Shape" and another analytic exercise and focused on the game represented as "Mixed". 50.2% of lessons were given by "Play Shape" and 49.8% for "Mixed". Was used as instrument, the Athlete Satisfaction Questionnaire an adapted to school (Sá, 2014) version. The calculation of internal consistency (Cronbach's alpha) revealed that all items contributed to a good uniformity. The "interaction with peers", the "instructions" and "support the teacher gives in class" are items that students gave a higher level of satisfaction. The most valued subscales were "Satisfaction with the training and instruction", "Satisfaction with the strategy" and "Satisfaction with personal treatment." The male students attributed higher levels of satisfaction when compared to females. Classes taught by novice teachers and classes under the "Play Shape" mode were the ones that provided higher levels of satisfaction among students.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Ensino de Educação Física, nos Ensinos Básico e Secundário
Palavras-chave
Educação física , Satisfação , Alunos , Jogos desportivos coletivos
Citação