A arqueologia colaborativa no tratamento de acervos patrimoniais para a sustentabilidade cultural das comunidades no Brasil: teoria e estudos de caso

Data
2016
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
O Brasil é portador de um acervo patrimonial diversificado e numeroso - tanto material como imaterial. O estudo e a interpretação deste acervo permitem contribuir para a compreensão da ocupação humana e os seus modos de vida, sejam eles em contextos pré-históricos ou históricos. E, tão importante quanto essa interpretação, é o envolvimento das comunidades que vivem nas áreas pesquisadas de forma sinérgica e integradas em busca de soluções de preservação, fruição e sustentabilidade cultural. Partindo deste entendimento, nas últimas duas décadas, a arqueologia adquiriu um aspecto colaborativo, entendendo que cientificamente poderia incorporar as perspectivas das comunidades no seu escopo de pesquisa, nascendo, portanto, no pensamento pós-processual, a Arqueologia Colaborativa, integrada ao escopo de atuação da Arqueologia Pública. Diversas experiências e aplicações em ações de inclusão e participação das comunidades têm sido realizadas. Mas, esse acervo patrimonial tem sido tratado com o intuito de promover a sustentabilidade cultural das comunidades que detém estes conhecimentos e/ou vivem nas áreas tratadas, num processo de participação social integrada? Partindo deste questionamento, a presente tese objetiva analisar a utilização de acervos de pesquisa material e imaterial na aplicação da sustentabilidade cultural no Brasil, através de uma reflexão conceitual e da apresentação de experiências de nossa participação em Programas de Pesquisa em diferentes contextos brasileiros. O trabalho é ainda apoiado em discussões sobre legislação, ética, gestão e práticas de educação patrimonial. Um capítulo específico foi dedicado a tratar sobre o tema sustentabilidade cultural, trazendo experiências desenvolvidas em diferentes países. Por fim, traz-se o estudo de caso em três contextos patrimoniais e ambientais distintos do Brasil, a saber: o Programa Arqueológico da Usina Hidrelétrica Teles Pires, na região Amazônica; o Programa Arqueológico da AES Tietê SP, com foco na valorização e preservação do patrimônio em 11 empreendimentos hidrelétricos na região sudeste brasileira, Estados de São Paulo e Minas Gerais; e as ações do Instituto Olho D’ Água, localizado na região nordeste brasileira, mais especificamente na Serra da Capivara/Estado do Piauí. Estes Programas abrangem diferentes atividades, mas o foco na presente tese está voltado ao envolvimento das comunidades e resultados em atendimento às especificidades e demandas locais.
Brazil bears numerous and diversified materials pertaining both to tangible and intangible heritage. The study and interpretation of those materials allow us to understand human occupational patterns both coming from prehistorical and historical contexts. The involvement of the communities living within the studied areas is as important as the study of such materials. This action is performed through synergic and integrated solutions to be aligned with the cultural preservation, fruition and sustainability. Based on that, in the last two decades, archaeology acquired a new understanding leading to the incorporation of the perspectives of the living communities within research. Therefore, Collaborative Archaeology arose from the post-processual thinking, being integrated within the main purposes of Public Archaeology. Some applications of this new discipline have been realized involving those communities. We rose the question if this heritage was always treated to promote the cultural sustainability of the communities bearing the knowledge connected with this heritage and/or living within the studied areas through a process of social integrated participation. Bearing this question in mind, this thesis has as a main objective the analysis and the utilization of tangible and intangible heritage in the application of the cultural sustainability in Brazil, through conceptual observations and our personal experiences related to research programs involving different Brazilian contexts. Moreover, this work deals with issues related to legislation, ethic, management and application of the Educational Heritage. One specific chapter of this thesis is dedicated to the definition of cultural sustainability, collecting experiences developed in different countries. After that, three different case studies from Brazil, but coming from diverse patrimonial and environmental contexts, are presented: the Archaeological Program of the electric power plant Teles Pires in the Amazon region; The AES Tietê SP Archaeological Program focusing on valorization and preservation of heritage in 11 hydroelectric enterprises in the south-eastern region of Brazil, involving São Paulo and Minas Gerais states; and the projects of the Olho D’Água Institute, placed in the north-eastern region of Brazil, specifically in the Serra da Capivara (Piauí). Those projects comprise different activities, yet only those involving the local communities are included in this thesis and results in response to specific and local demand are presented.
Descrição
Tese de Doutoramento em Quaternário Materiais e Culturas
Palavras-chave
Arqueologia , Brasil , Comunidades , Acervos patrimoniais , Sustentabilidade cultural
Citação