Contributo para o planeamento do uso do fogo controlado na gestão de combustíveis à escala da paisagem

Data
2010
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Um primeiro estudo foi realizado num povoamento de pinheiro bravo (Pinus pinaster). Os objectivos foram avaliar em que medida a aplicação de fogo controlado consegue uma redução na continuidade dos combustíveis ao nível da paisagem, e optimizar a sua distribuição espacial e temporal. O software FRAGSTATS foi utilizado para quantificar as mudanças na estrutura e na continuidade da do combustível na paisagem, associado à informação sobre a acumulação de combustível. Cenários alternativos em termos da distribuição espacial das áreas tratadas foram simulados utilizando uma abordagem com base na teoria de percolação. A fim de optimizar o efeito na redução da continuidade do combustível e analisar as configurações espaciais que minimizam a propagação de incêndios catastróficos, foi simulado o comportamento do fogo ao nível da paisagem com o software FARSITE. São propostas algumas recomendações para optimizar o efeito dos tratamentos no espaço e no tempo. Um projecto de gestão de combustíveis ao nível da paisagem foi executado pelos Serviços Florestais na Serra do Marão, N Portugal. Descreveu-se o plano de tratamentos e usou-se o simulador de comportamento do fogo FARSITE para avaliar os efeitos sobre a propagação e comportamento do fogo na paisagem, em comparação com a situação pré-tratamento. O projecto de gestão de combustíveis foi concebido para uma bacias hidrográfica com 1728 ha, predominantemente ocupada por matos de Erica sp. e por jovens plantações de Pinus nigra. O tratamento com fogo controlado abrangeu 11,5% da bacia, criando um padrão de faixas de gestão de combustíveis parcialmente sobrepostas, com larguras de 70 a 120 m. Nas simulações foram utilizados modelos de combustível personalizados e um cenário meteorológico extremo para a situação pré-e pós-tratamento. No pior cenário (ausência de supressão e propagação nas faixas) o tratamento é bem sucedido em retardar propagação do fogo, mas aumenta a extensão da frente de fogo. A velocidade de propagação média e a intensidade da frente de fogo são reduzidas em 36% e 33%. A fracção da bacia hidrográfica onde o ataque directo teria sido ineficaz e eficaz, sofreu, respectivamente, uma redução de 41% e um aumento de 88%. As deficiências do projecto são discutidas, especialmente em relação à largura das faixas de gestão e projecções de fogo. Análise do resultado das simulações suporta o efeito positivo do tratamento de combustível na diminuição do potencial de incêndios severos e de grande dimensão.
A first study has been carried in a maritime pine stand (Pinus pinaster). The objectives were to assess to what extent the application of prescribed burning achieves a reduction in fuel continuity at the landscape level, and to optimize its spatial and temporal distribution. The FRAGSTATS software was used to quantify changes in the structure and continuity of the overall fuel patch, coupled to information concerning fuel accumulation patterns. Alternative scenarios in terms of the spatial distribution of the burned plots were simulated using a percolation theory approach. In order to optimize the fuel continuity reduction effect of prescribed burning and examine spatial configurations that minimize catastrophic fire spread, fire behavior was simulated at the landscape level with FARSITE software. Some recommendations to optimize the PB effect in space and time are proposed. A landscape-level fuel management project was implemented by the Forest Service in the Marão mountain range, NW Portugal. We describe the treatment planning and use the FARSITE fire growth simulator to assess its effects on landscape fire propagation and behaviour in comparison with the pre-treatment situation. The fuel management project was conceived for a 1728 ha third order watershed predominantly occupied by Erica-dominated shrubland and young Pinus nigra plantations. 11.5% of the watershed was treated by prescribed fire creating partially overlapped fuel breaks with widths mostly in the range of 70 to 120 m. Custom fuel models and extreme fire weather were used in the simulations for the pre- and post-treatment situation. In a worst-case scenario (absence of suppression and burnable fuel breaks) the treatment is successful in slowing fire spread but increases the fire front length. Mean rate of spread and fireline intensity are reduced by 36% and 33%. The fraction of the watershed where direct attack would have been respectively ineffective and effective by ground attack suffered a 41% decrease and an 88% increase. The deficiencies of the project are discussed, especially concerning fire break width in relation to spotting. Analysis of the simulation is supportive of a fuel treatment positive effect in diminishing the potential for severe and large-scale fire.
Descrição
Palavras-chave
Fogo controlado , dinâmica de combustíveis , fragmentação da paisagem , eficácia da gestão de combustíveis , Pinus pinaster
Citação