Prurido no gato

Data
2015-05-20
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
O prurido define-se como uma sensação cutânea desagradável, que desencadeia o desejo de coçar, lamber ou morder a pele. É o sinal clínico mais comum na prática clínica de dermatologia felina e a razão mais frequente de auto-traumatismo em gatos. O gato não é um cão pequeno. Por isso, é relevante uma abordagem diferenciada para esta espécie, de modo a tornar o diagnóstico e o tratamento mais eficazes. Este trabalho baseia-se numa aproximação clínica às doenças dermatológicas que causam os sinais de prurido. No gato as condições pruríticas são manifestadas através de padrões de reação cutânea. Muitas vezes estes podem ser o motivo da consulta, pois a distinção entre lambedura excessiva e hábitos de higiene intensa pode ser difícil para o proprietário. A abordagem do animal deve ser então sequencial, sistemática e incluir as várias etapas desde a identificação do animal, a história clínica, o exame dermatológico, o plano de diagnótico, os testes complementares de diagnóstico e os tratamentos disponíveis para o controlo dos sinais clínicos. São também apresentados dois casos observados durante o estágio desenvolvido no Hospital Veterinário da Maia, que representam duas reações de hipersensibilidade, uma a parasitas externos e outra a alergénios ambientais, sendo estas a dermatite alérgica à picada da pulga e a dermatite atópica, respetivamente.
Pruritus (itch) is defined as an unpleasant cutaneous sensation that triggers the desire to scratch, lick or bite the skin. It is the most common clinical sign in feline dermatology practice and the most common reason for self-trauma in cats. The cat is not a small dog so it’s necessary a differentiated approach for this species so the diagnosis and treatment are more effective. This work relies on a clinical view of dermatological diseases that cause the signs of itching. In the cat the pruritic conditions are shown through cutaneous reaction patterns. These are often a reason for visiting the vet, because the distinction between excessive licking and grooming can be difficult for the owner. The approach must be sequential, systematic and include several steps as the identification of the animal, clinical history, dermatological examination, diagnostic plan, complementary diagnostic tests and treatments available to control the clinical signs. Also featured are two cases observed during the clinical training developed at the Veterinary Hospital in Maia that represent two of the hypersensitivity reactions, one due to external parasites and the other due to environmental allergens, these being flea allergic dermatitis and atopic dermatitis, respectively.
Descrição
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, Ciências Veterinárias
Palavras-chave
Medicina veterinária , Dermatologia , Gatos , Prurido , Doenças pruríticas
Citação