Dificuldades socioeconómicas e educacionais em famílias monoparentais vs nucleares: o papel do assistente social

Data
2022-06-25
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A presente dissertação intitulada de “Dificuldades socioeconómicas e educacionais em famílias monoparentais vs nucleares: o papel do assistente social” tem como principal objetivo perceber se as famílias monoparentais têm mais dificuldade do que as famílias nucleares e compreender o papel do assistente perante essas dificuldades. Estas famílias, são beneficiárias do Rendimento Social de Inserção e necessitam o apoio social aliado ao apoio económico que este rendimento dá, nomeadamente a nível familiar e educacional. Como instrumento de pesquisa foi criada e utilizada uma entrevista semiestruturada realizada a 4 assistentes sociais que trabalham com as diferentes tipologias familiares. As entrevistas foram analisadas com recurso à Análise de Conteúdo de Bardin (2002). Sendo assim criadas categorias principais e subcategorias. Os resultados indicaram que as assistentes sociais trabalham mais com as famílias monoparentais e nucleares e percebe-se que as suas principais dificuldades são a nível económico. Podemos afirmar que maioritariamente das vezes é a própria família a procurar ajuda, após uma entrevista os futuros beneficiários tendem a acomodar-se com a sua situação o que leva a sociedade a criar um certo preconceito, criando rótulos. O obstáculo mais referido pelas assistentes sociais foi de facto falta de apoio financeiro, na saúde e por fim na habitação. Assim concluímos que é necessário a realização de mais estudos, de modo a ampliarmos o conhecimento em diferentes regiões.
The present dissertation entitled “Socioeconomic and educational difficulties in single-parent vs nuclear families: the role of the social worker” has as main objective to understand if singleparent families have more difficulties than nuclear families and to understand the role of the assistant in the face of these difficulties. These families are beneficiaries of the Social Insertion Income and need social support combined with the economic support that this income provides, namely at family and educational level. As a research instrument, a semi-structured interview was created and used with 4 social workers who work with different family typologies. The interviews were analyzed using Bardin's Content Analysis (2002). Therefore, main categories and subcategories were created. The results indicated that social workers work more with single-parent and nuclear families and it is clear that their main difficulties are at an economic level. We can say that most of the time it is the family itself that seeks help, after an interview the future beneficiaries tend to accommodate themselves with their situation which leads society to create a certain prejudice, creating labels. The obstacle most mentioned by social workers was in fact lack of financial support, in health and finally in housing. Thus, we conclude that it is necessary to carry out more studies, in order to expand knowledge in different regions.
Descrição
Dissertação apresentada para a obtenção do Grau de Mestre em Serviço Social pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Palavras-chave
Assistente social , famílias nucleares e monoparentais
Citação