Estudo imunohistoquimico do infiltrado de linfócitos T e da proliferação tumoral nos tumores de mama da cadela: implicações clínicas

Data
2009
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Os tumores mamários estão entre os neoplasmas mais comuns nas cadelas inteiras. Apesar da intensa investigação clínico-patológica, pouco se conhece acerca do prognóstico e da etiologia destes tumores. Deste modo, o objectivo do nosso estudo foi determinar o índice de proliferação (IP) e o infiltrado de linfócitos T, em 57 tumores mamários caninos (21 benignos e 36 malignos), pela detecção imunohistoquimica dos antigénios Ki-67 e CD3 respectivamente. Os nossos resultados revelaram uma associação estatística significativa do Ki-67 intratumoral com diversas variáveis clínico-patológicas que reflectem a agressividade do tumor e com a sobrevida total dos animais. Apesar dos linfócitos T CD3+ de todas as áreas de contagem se mostrarem associados a características de maior malignidade tumoral, apenas os linfócitos T CD3+ da glândula mamária não-tumoral anexa ao tumor revelaram associação estatística significativa com a sobrevida total. Assim, neste estudo, o Ki-67 do tumor e os linfócitos T CD3+ da mama anexa evidenciaram valor prognóstico.
Mammary tumors are among the most common neoplasms in intact female dog. Despite of the intensive clinico-pathological investigation, very little is known about the prognosis and etiology of these tumors. This way, the objective of our study was to determine the proliferation index (PI) and the T-lymphocytes infiltrate, in 57 canine mammary tumors (21 benign and 36 malign), by immunohistochemical detection of Ki-67 and CD3 antigens respectively. Our results revealed a significant statistic association of the intratumoral Ki-67 with several clinico-pathologic characteristics that reflect the tumor aggressiveness and with overall survival of animals. In spite of CD3+ T-lymphocytes of all counting areas show an association with characteristics of high tumoral malignancy, just CD3+ T-lymphocytes in adnexal non-tumoral mammary gland revealed a significant statistic association with overall survival. So, in this study, the Ki-67 of the tumor and the CD3+ T-lymphocytes in adnexal nontumoral mammary gland evidenced prognostic value.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Ciências Veterinárias
Palavras-chave
Citação