Impacto económico e de carbono numa vinha, da “poda à vindima”modelação baseada em ferramentas de dinâmica de sistemas para apoio à decisão

Data
2020-11
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A abordagem dos estudos sobre o Life Cycle Assessment (LCA) do Vinho a uma das suas fases a produção de uvas apontam como principais dificuldades para medição do seu impacto, a grande variabilidade sazonal associada a factores, em particular, de ordem meteorológica e de fitossanidade, que condicionam a actividade agrícola ao longo dos anos e a dificuldade que essa variabilidade promove na disponibilidade que os operadores revelam para o registo sistematizado das operações culturais e intervenções levadas a cabo. A dificuldade na obtenção de dados sobre o granjeio desenvolvido nas vinhas impede uma análise mais detalhada sobre as diversas ocorrências e a correspondente avaliação anual dos balanços de carbono e económico das explorações. A partir de informação técnico-científica de fontes diversas, observação directa de cadernos de campo, registos contabilísticos e operacionais e na observação participante na actividade de granjeio de explorações vitícolas na Região Demarcada do Douro, desde a Poda à Vindima, numa série de 10 campanhas vitícolas (2010 a 2019), foi criado um modelo baseado em Dinâmica de STELLA 9.03, para estimar tanto a pegada de carbono associada como os custos ali incorridos. O resultado expectável aponta para um modelo de geometria variável, suficientemente aberto para acomodar todas as particularidades de índole regional e de granjeio na viticultura em diversas geografias e métodos de produção, para servir de modelo para apoio às tomadas de decisão de gestão desde o nível micro da exploração e, quando agregadas em patamares sucessivamente superiores, sirvam até ao nível macro.
Descrição
Palavras-chave
produção de uvas , pegada de carbon , custos , LCA , dinâmica de sistemas
Citação