Memórias de violência na infância: impacto da exposição de menores à violência interparental

Data
2010
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
Este trabalho teve como finalidade procurar conhecer um pouco mais acerca de um tema ainda pouco aprofundado em Portugal, que, no entanto, é cada vez mais alarmante. A problemática da exposição à violência interparental, muito embora não seja um problema social novo, tem vindo a ser cada vez mais reconhecida por um crescente conhecimento dos seus efeitos no ajustamento da criança. Através de um estudo qualitativo procuramos compreender por um lado a forma como seis jovens, actualmente institucionalizados, percepcionaram e atribuíram significado às interacções abusivas parentais e como essas experiências influenciaram o seu ajustamento a curto e a longo prazo. Da mesma forma, procuramos perceber qual o papel e os benefícios inerentes à institucionalização. Na recolha dos dados privilegiámos a utilização de um guião de entrevista semi-estruturado a partir do proposto por Sani (2008). A técnica de tratamento dos dados foi a análise de conteúdo. Os resultados indicam a presença de efeitos negativos no ajustamento destes jovens a curto e a longo prazo. No que respeita à institucionalização, as suas narrativas assentam numa visão positiva pelo reconhecimento do benefício que estão a tirar da vivência em instituição.
The objective of this work was to obtain new insights about a subject that despite being imperative is not very studied in Portugal. Even though interparental violence exists for many years in our society, it has attracted more attention once its effects in children behavior are being exposed. This study focused six teenagers that are now living in adequate institutions, not only to understand how they experienced interparental violence but also to realize how this subject influenced their behavior through time. Also, we wanted to appreciate the benefits and the role of the institutions. For that propose, was done a quality study. For data collection, was used a preformed interview, adapted from Sani (2008) and performed a content analysis. After verifying the results, was observed that interparental violence had a negative effect in the teenager’s adjustment through time. On the other side, their experience in living in institutions indicated was positive once they recognize the benefits in their conduct.
Descrição
Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica
Palavras-chave
Violência Interparental , Ajustamento , Institucionalização , Interparental Violence , Adjustment , Institutionalization
Citação