Efeitos agudos e de longo prazo do exercício nos níveis de leptina: revisão sistemática e meta-análise

Data
2021-11-23
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Fascículo
Resumo
A importância da leptina no controle de peso corporal ganha cada vez mais ênfase. Seus níveis são diretamente associados à quantidade de massa adiposa, mas não necessariamente dependente dela. O exercício físico tem grande potencial na redução dos níveis leptínicos, contudo a resposta do exercício perante esta citocina ainda não está bem definida. Esta meta-análise inclui estudos dos últimos 15 anos que tinham como proposta avaliar os efeitos do exercício sobre os níveis de leptina plasmática, seja de forma aguda (efeito pós exercício/sessão de treino) e/ou após um período de treinamento(curto ou longo prazo), publicados na PubMed. O exercício físico tem uma capacidade redutora de leptina plasmática inferior a estratégias que incluem restrição calórica, contudo o exercício possui melhor efeito no controle do apetite, evitando uma ação fisiológica de compensação energética. A quantidade mínima de exercício físico semanal para ter uma redução significativa de leptina plasmática é de 180 minutos, para exercícios de moderada intensidade, e 120 minutos para exercícios de alta intensidade. Nesta meta-análise é verificado o efeito de fatores moderadores na redução leptínica, não abordados pelas revisões anteriores, como relação com restrição calórica, intensidade do exercício, refeição pré exercício na resposta aguda do exercício e independência de redução de gordura corporal.
The importance of leptin in controlling body weight is gaining more and more emphasis. Its levels are directly associated with the amount of fat mass, but not necessarily dependent on it. Exercise has great potential in reducing leptin levels, however the response of exercise to this cytokine is still not well defined. This meta-analysis includes studies from the last 15 years which had the purpose of evaluating the effects of exercise on plasma leptin levels, either acutely (postexercise/training session) and/or after a training period (short or long term), published in PubMed. Exercise has a lower plasma leptin-reducing capacity than strategies that include caloric restriction, however exercise has a better effect on appetite control, avoiding a physiological action of energy compensation. The minimum amount of weekly exercise to have a significant reduction in plasma leptin is 180 minutes for moderate-intensity exercise and 120 minutes for highintensity exercise. In this meta-analysis the effect of moderating factors on leptin reduction, not addressed by the reviews, is verified, such as the relationship with caloric restriction, exercise intensity, pre-exercise meal on the acute response and independence from body fat reduction.
Descrição
Esta dissertação foi expressamente elaborada como parte integrante do processo de avaliação do curso de Mestrado em Ciências do Desporto, especialização em Avaliação e Prescrição na Atividade Física
Palavras-chave
leptina , exercício
Citação